quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Coluna do FERNANDO CALMON


Fernando Calmon
Na onde de fusões,pergunta sem resposta é qual será a próxima
Se este mundo anda meio complicado, na indústria automobilística está complicado e meio. As consolidações de grupos de marcas continuam a acontecer e reservam surpresas. O casamento dos Grupos PSA e FCA está entre essas reviravoltas. A história remonta a 2008 quando a Fiat procurou a Peugeot pela primeira vez. Os franceses rechaçaram. Com crise financeira bancária nos EUA, em 2009, o Grupo Chrysler (dona da Jeep) não resistiu. Foi estatizado pelo governo americano, mas a Fiat se voluntariou a ficar com o espólio com investimentos mínimos.

Fiat e Chrysler se fundiram. FCA se consolidou graças, principalmente, à marca Jeep. Depois foi a vez de a PSA entrar em dificuldades: o governo francês, a chinesa Dongfeng e a família Peugeot ficaram cada uma com 12% das ações e o restante em bolsa de valores. Aí entra o português Carlos Tavares, que saiu da Renault para reinventar a PSA e ainda comprou da GM a alemã Opel.

FCA e a Aliança Renault-Nissan chegaram a estudar a fusão três meses atrás, sem chegar a bom termo. Tavares foi paciente até, finalmente, se acertar com John Elkann do clã italiano controlador da FCA. O primeiro será presidente executivo (CEO) e o segundo, presidente do conselho da nova empresa, ainda sem nome. Talvez PFCA? Afinal, parece não haver dúvida de quem vai mandar: PSA tem seis votos no Conselho contra cinco da FCA. O governo francês não terá poder de veto na nova sociedade.

O novo grupo será o terceiro maior do mundo em vendas de veículos, atrás da VW e da Toyota. Porém a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, que não forma um grupo econômico, tem de produção que a coloca em segundo lugar neste quesito, deslocando a nova empresa que surgiu da fusão para a quarta posição.

Há muitas implicações deste novo cenário. Tavares e o inglês Mike Manley, executivo-chefe da FCA, são engenheiros e têm afinidade por se conhecerem há mais de 10 anos. Fiat abandonará os convencionais subcompactos (haverá só versões elétricas) para investir em compactos. Ao aproveitar as arquiteturas mais modernas da PSA terá ganho de escala para incluir novos compactos, SUVs, crossovers e até médios. Problema será administrar tantas marcas. A VW conseguiu...

A repercussão da fusão no Brasil será lenta pois as duas empresas devem montar estratégia complementar e de sinergia nos futuros produtos. O quebra-cabeça para acomodar aqui produtos semelhantes na mesma faixa de preço se tornará um desafio e tanto.

Nos EUA, onde a Fiat fracassou, a Peugeot quer se insinuar, não é de agora. Neste caso o cenário parece mais benigno porque já se sabe o que deu errado. Vender o minúsculo Fiat 500 para os americanos foi má ideia do falecido executivo da FCA, Sergio Marchionne, que entretanto acertou ao investir na Jeep para torná-la mundial. Há problemas na China. Todas as marcas do novo grupo estão penando por lá, com vendas em queda.

Outra consequência: Renault e Nissan, com participações acionárias cruzadas e desalinhadas, terão de se entender para formar um grupo verdadeiro e coeso. Basta o governo francês deixar de atrapalhar.

Por fim, a pergunta sem resposta: próxima fusão?
ALTA RODA

AINDA
 em fase de concepção, vem aí a Delegacia Virtual. Em um smartphone será possível registrar Boletins de Ocorrência (BO) com ajuda de Inteligência Artificial, localização por satélite e reconhecimento facial. Protótipo do produto foi apresentado esta semana, em São Paulo, pelo Serpro na Futurecom, maior feira de transformação digital da América Latina.

JEAN-PHILIPPE Imparato, presidente mundial da marca Peugeot, esteve no Brasil, semana passada. Conversou com jornalistas horas antes do anúncio da fusão do grupo francês com a FCA, mas logo avisou que nada podia adiantar. Reconfirmou a picape média. Sobre os novos 208 e 2008, apenas olhou para cima. Há ainda um quarto modelo, possivelmente o 1008.

ENTRE os SUVs, um dos mais interessantes sempre foi o Forester, da Subaru, marca especialista em 4x4. Nessa nova geração tudo está discretamente incrementado: dimensões internas e externas, porta-malas e até o motor 2-litros/156 cv/20 kgfm. Muito bom de guiar, não emociona tanto ao acelerar. Há um ótimo pacote de assistência eletrônica e câmeras.

VOLKSWAGEN optou por versão única e completa, importada da Alemanha, do híbrido plugável Golf GTE. Há cinco modos de operação do puramente elétrico (até 50 km de alcance) ao híbrido com motor 1,4 L (até 900 km de alcance). Apesar de certa complexidade no uso, o carro acelera muito bem (0 a 100 km/h, 7,6 s), apesar dos 300 kg extras. Lote inicial: 100 unidades a R$ 199.990 cada.

QUASE simultaneamente chegou o crossover Chevrolet Bolt, 100% elétrico. Preço, com subsídio voluntário do fabricante, é de R$ 175.000, bem competitivo ante modelos do mesmo tipo. Suas vantagens são o espaço interno, a regeneração durante frenagens e acelerações. A fabricante não previu quanto pode vender, porém nomeou 25 concessionárias em 12 cidades.

RESSALVA: Preços do Suzuki Jimny Sierra: R$ 103.990 a 122.990.

PERFIL
Fernando Calmon (fernando@calmon.jor.br), jornalista especializado desde 1967, engenheiro, palestrante e consultor em assuntos técnicos e de mercado nas áreas automobilística e de comunicação. Sua coluna automobilística semanal Alta Roda começou em 1999. É publicada em uma rede nacional de 85 jornais, sites e revistas. É, ainda, correspondente no Brasil do site just-auto (Inglaterra).

Siga também através do twitter:  www.twitter.com/fernandocalmofernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2

500 Km de Interlagos encerra temporada automobilística em São Paulo


Está definida a data dos 500 Km de Interlagos de 2019. A corrida, uma das mais tradicionais do automobilismo brasileiro, acontecerá no dia 21 de dezembro, dando prosseguimento a uma história iniciada em 1957. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no Automóvel Clube Paulista pelo e-mail 500km@500kmdesaopaulo.com.br.

Nesta edição, os participantes dos 500 Km serão divididos em seis categorias: Turismo 1.6, Turismo 2.0, Turismo Força Livre, Protótipos P3, Protótipos P2 e Copa HB20. A inclusão desta última se deve ao grande interesse dos pilotos da categoria, iniciada neste ano e aberta somente a modelos Hyundai HB20. “Com esta distribuição de classes, priorizando carros de turismo e protótipos nacionais, incentivamos a participação de muitos carros bons que estavam parados por não terem categorias específicas no calendário”, explica
Silvio Zambello, presidente do Automóvel Clube Paulista, organizador da prova. “Ao mesmo tempo, preservamos a essência dos 500 Km, que é ter um grid com carros variados e incentivo à criatividade dos preparadores e mecânicos.”

Entre os modelos com inscrição já confirmada, estão Audi DTCC (da dupla Eduardo Bernasconi/Felipe Pilli), Alfa Romeo 156 (por enquanto, com apenas um piloto definido, Erick Grosso), Mitsubishi Lancer (de Marco Scalamandré), Fiat Linea Turbo (do trio Rodrigo Pereira/Renan Casetta/João Barret), Chevrolet Corsa (Marcelo Ferraz/Thiago Lourenço/Fabiano Rocha) e um protótipo Spyder 2.0 (Roberto Dal Pont/Luiz Abbade). A programação oficial será iniciada no dia 19 de dezembro (quinta-feira) com a
realização de treinos livres. 

Os treinos oficiais e a definição do grid de largada acontecerão no dia 20 (sexta) e a largada da prova, no sábado 21 de dezembro, será antecedida pelo warm-up. Categorias como Sprint Race, Old Stock e outras do Campeonato Paulista também fazem parte da programação, fazendo do fim de semana um autêntico festival de velocidade.

História
A primeira edição dos 500 Km de Interlagos foi realizada em 1957, diferenciando-se por acontecer no anel externo do traçado original de Interlagos. Uma clara inspiração nas 500 Milhas de Indianápolis: o anel externo, apesar de ter curvas somente para a esquerda como a pista norte-americana, não era um oval propriamente dito, mas permitia altas médias horárias. Esse atrativo fez a corrida ganhar importância rapidamente e se transformar em uma das mais aguardadas do calendário anual de automobilismo.
A prova deixou de acontecer em alguns anos devido a fatores diversos, em especial reformas no autódromo e restrições governamentais de uso de combustível para provas automobilísticas. A partir de 1997, entretanto, os 500 Km voltaram com força, já no traçado único que Interlagos passou a ter com as reformas concluídas no início de 1990. Entre 2014 e 2017, a prova aconteceu no Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP), e teve seu nome alterado para 500 Km de São Paulo. O nome original foi retomado em 2018, com a volta da corrida a Interlagos.


Vencedores dos 500 Km de Interlagos:
1957 – Celso Lara Barberis/Ruggero Peruzzo (Maserati-Corvette)
1958 – Fritz D’Orey (Ferrari-Corvette)
1959 – Celso Lara Barberis (Maserati 300S)
1961 – Celso Lara Barberis/Ruggero Peruzzo/Emilio Zambello(Maserati)
1962 – Roberto Gallucci (Maserati-Corvette)
1963 – Roberto Gallucci (Maserati-Corvette)
1964 – Ciro Cayres/Fernando “Toco” Martins (Abarth Simca)
1965 – Jayme Silva (Abarth Simca)
1966 – Luiz Pereira Bueno (Alpine A110 Renault)
1967 – Totó Porto (Aranae Fórmula Vê)
1970 – Luiz Pereira Bueno (Protótipo Bino MKII Renault)
1971 – Luiz Pereira Bueno/Lian Duarte (Porsche 908/2)
1972 – Reinhold Joest (Porsche 908/3)
1973 – Bird Clemente/Nilson Clemente (Ford Maverick)
1974 – Tite Catapani (Ford Maverick)
1982 – Luís Alberto Pereira/Nabil Khodair (Chevrolet Opala)
1997 – André Lara Rezende/Antônio Hermann (Porsche 911 GT2)
1999 – José Ney Fonseca/Antonio Chambel Filho (Protótipo Aldee Coupé VW)
2000 – Flávio de Andrade/Ruyter Pacheco (Protótipo Tango BMW)
2001 – Flávio de Andrade/Ruyter Pacheco (Protótipo Tango BMW)
2002 – Paulo Bonifácio/Max Wilson (Porsche 911 GT3 RS)
2003 – Alcides Diniz/Paulo Gomes/Pedro Gomes (Mercedes-Benz CLK)
2004 – Xandy Negrão/Guto Negrão (Audi TT DTM)
2005 – Frederico Canepa/Charles Rothschild/Álvaro P. Aguiar Neto (Spyder)
2006 – Lucas Molo/Nelson Silva Jr. (Ferrari 550 GT)
2008 – Marcel Visconde/Max Wilson (Porsche 911 GT3 RSR)
2009 – Chico Longo/Daniel Serra (Ferrari F430)
2010 – Chico Longo/Daniel Serra (Ferrari F430)
2013 – Alexandre Finardi/Nelson Silva Júnior (Protótipo MRX)
2014 – Euclides “Kid” Aranha/Cláudio Capparelli (Radical SR8)
2015 – Ingo Hoffmann/Guilherme Spinelli/Leandro de Almeida (Mitsubishi)
2016 – Henrique Assunção/Fernando Fortes/Emílio Padrón (MRX)
2017 – Marcel Visconde/Ricardo Mauricio/Max Wilson (Porsche 911 GT3 R)

2018 – Chico Longo/Marcos Gomes/Victor Franzoni (Lamborghini Huracán GT3)

Toyota oferece Yaris com motorização mais potente em versão XL Plus Tech em sua linha 2020


 linha Yaris 2020, anunciada em agosto deste ano, recebe algumas mudanças. Todas as versões ganham novas nomenclaturas, para facilitar a diferenciação entre cada uma delas. A principal novidade, no entanto, está na XL PLUS TECH hatchback, que antes era equipada com motor 1.3L Dual VVT-i, e agora, denominada XL PLUS CONNECT, passa a ter motorização 1.5L Dual VVT-i pelo mesmo valor oferecido antes da atualização.

A partir de novembro, as versões que oferecem as funcionalidades Android Car Auto e Apple Car Play, integradas na nova central multimídia do Yaris desde
agosto deste ano, passam a ter o nome CONNECT. Já a versão de entrada foi batizada de LIVE. Desta forma, o Yaris será oferecido no mercado brasileiro com as seguintes nomenclaturas: XL LIVE, com configuração de entrada; e as versões XL PLUS CONNECT, XS CONNECT, X WAY CONNECT e XLS CONNECT. Os nomes valem para as carrocerias hatchback e sedã.

Com o objetivo de oferecer uma relação custo benefício ainda mais atrativa para seus clientes, a Toyota realizou uma mudança na motorização da versão XL PLUS CONNECT hatchback. Antes equipada com motorização 1.3L Dual VVT-i, agora passa a ter um motor 1.5L Dual VVT-i, capaz de gerar 110 cv de potência a 5.600 rpm e 14,9 kgfm de torque a 4.000 giros quando abastecido com etanol.

O Yaris segue equipado com duas opções de motores. São eles: 1.3L Dual VVT-i (que equipa apenas a versão de entrada XL LIVE hatchback a partir de agora), entregando 101 cv a 5.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 94 cv, a 5.600 giros, com gasolina, e o 1.5L Dual VVT-i, que rende 110 cv de potência a 5.600 rpm, com etanol, e 105 cv, a 5.600 giros, com gasolina. As opções de transmissões são: Multidrive de 7 velocidades ou manual de seis velocidades.

O Yaris segue se posicionando como uma ótima opção de compra para o público PcD. O modelo respondeu, até outubro deste ano, por 62% dos pedidos Toyota para pessoas com deficiência. E, pensando nisso, a Toyota mantém a versão de entrada XL LIVE abaixo de R$ 70.000,00, tornando possível a compra com isenção de IPI e ICMS, conforme determina legislação vigente.

Preços
Pensando em atender às necessidades dos mais variados perfis, o Yaris continua sendo oferecido em 11 versões. Confira abaixo a lista atualizada e seus valores para a nova linha 2020:
YARIS HATCHBACK
1.5L
XLS CONNECT
CVT
R$ 83.990,00
X WAY CONNECT
R$ 81.990,00
XS CONNECT
R$ 77.990,00
XL PLUS CONNECT
R$ 71.990,00
1.3L
XL LIVE
R$ 68.590,00*
MT
R$ 66.490,00*


YARIS SEDÃ

1.5L
XLS CONNECT
CVT
R$ 85.990,00
XS CONNECT
R$ 80.990,00
XL PLUS CONNECT
R$ 75.190,00
1.3 L
XL LIVE
R$ 69.990,00*
MT
R$ 68.490,00*

*preço com pintura metálica incluída

KLM confirma pedido firme para E195-E2 e adiciona seis aeronaves


A Embraer e a KLM Cityhopper assinaram acordo para um pedido firme de 21 aeronaves E195-E2, com direito de compra para mais 14 unidades. As 21 aeronaves serão adquiridas pelas empresas de leasing Aircastle e ICBC, parceiras de arrendamento da Embraer. O pedido foi anunciado anteriormente como Carta de Intenção para 15 pedidos firmes e 20 direitos de compra durante o Paris Air Show, em junho deste ano. Com todos os direitos de compra sendo exercidos, o acordo está avaliado em US$ 2,48 bilhões.

As aeronaves do pedido virão do backlog existente da Aircastle e da ICBC; cada uma fornecerá à KLM 11 e 10 jatos E195-E2, respectivamente.

“Para a KLM, essa nova aeronave é uma parte importante do nosso comprometimento em melhorar nosso impacto ambiental. O E195-E2 não é apenas o avião mais eficiente em consumo e emissões da sua categoria, mas também é o mais silencioso com uma considerável margem – um grande benefício para nossas comunidades e nossos passageiros”, afirmou o Presidente & CEO da KLM, Pieter Elbers.
“A decisão da KLM de adicionar seis aeronaves a esta encomenda é um voto de confiança significativo ao nosso programa E2”, disse John Slattery, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “Com 30% menos emissões quando comparado aos atuais E190 da KLM e com 32 assentos a mais, o E195-E2 irá simultaneamente aumentar a capacidade da companhia aérea no movimentado Aeroporto de Schiphol enquanto também proporcionará uma grande redução de emissões.”
A KLM irá configurar as aeronaves com 132 assentos. As entregas começarão no primeiro trimestre de 2021.

Nova frota de ônibus urbanos Mercedes-Benz entra em operação no Rio de Janeiro


Um total de 120 ônibus urbanos Mercedes-Benz entrou em operação este mês no município do Rio de Janeiro, dando continuidade ao programa de renovação de frota na cidade. Os veículos foram adquiridos por três empresas do Grupo Redentor: Transportes Futuro, Transportes Barra e Viação Redentor. 

Todos os veículos são do modelo OF 1721 e operam por todo o município. São 52 unidades para a Viação Redentor, 39 para a Transportes Barra e 29 para a Transportes Futuro. Os ônibus contam com preparação para ar condicionado, atendendo à legislação atual na cidade.  

Cliente por mais de cinco décadas, o Grupo Redentor vê o relacionamento com a Mercedes-Benz como muito bom e proveitoso. Ricardo Antunes, administrador do Grupo, afirma que, considerando a atual realidade do mercado e do transporte urbano de passageiros, a melhor opção para as ruas é o OF 1721. de concessionários para assistência técnica”. 

A Empresa  é líder absoluta nas vendas de ônibus urbanos em todo o Brasil. De janeiro a outubro, considerando o segmento acima de 8 toneladas de PBT, a marca detém 77% de participação no mercado brasileiro com 5.410 unidades emplacadas. Esse volume de venda é cerca de 36% maior em relação às 3.986 unidades do mesmo período do ano anterior.

Em 2019, no acumulado até outubro, a Mercedes-Benz aumentou em 42% as vendas totais de ônibus no Brasil em relação a 2018, com mais de 9.000 unidades emplacadas. Dessa forma, manteve sua tradicional liderança no segmento acima de 8 toneladas de PBT, com mais de 52% de participação, sendo 77% em urbanos e quase 52% em rodoviários.

BMW promove estreia do novo Série 2 Gran Coupe no Salão de Los Angeles


O inédito BMW Série 2 Gran Coupe é o grande destaque da marca na edição 2019 do Salão de Los Angeles, a ser realizado entre os próximos dias 22 de novembro e 1º de dezembro, nos Estados Unidos. 

O novo BMW Série 2 Gran Coupe agrega uma dose adicional de apelo visual e individualidade ao segmento de compactos premium,
além de acrescentar uma alternativa emocionalmente envolvente ao design dos sedãs clássicos e que, em breve, chamará a atenção nas ruas. 

Uma silhueta dinamicamente alongada, ombros atraentes e área envidraçada sem molduras criam uma aparência elegante e esportiva. Afora esses
atributos, o BMW Série 2 Gran Coupe oferece níveis generosos de espaço para passageiros no banco traseiro e capacidade de 430 litros no porta-malas. 

O lançamento do modelo no mercado ocorrerá no primeiro semestre de 2020, sendo que a sua produção ficará a cargo da fábrica do BMW Group em Leipzig, na Alemanha.

Kawasaki Ninja H2 SX SE+: a sport-touring chega ao Brasil


A nova Kawasaki Ninja H2 SX SE+ chega às concessionárias em dezembro para complementar a gama sport-touring  da marca japonesa no País. O modelo se destaca pelo impressionante desempenho do motor supercharged de 998 cm3, que alcança potência máxima de 210 cv, oferecendo além de uma aceleração progressiva sem precedentes e eficiência energética (que resulta em uma maior autonomia), mais conforto para uma experiência touring e uma série de outros itens que a tornam o modelo mais avançado da linha.

A nova versão da H2 SX é equipada com suspensão eletrônica KECS de última geração, controles de largada, tração e cornering ABS, central inercial (IMU),
controles de tração e largada, quatro diferentes modos de pilotagem e freios Brembo Stylemma com sistema ABS KIBS. Traz transmissão de engate rápido do tipo dog-ring atuando em conjunto com quick shifter bidirecional, que elimina a necessidade de uso da embreagem; faróis auxiliares de LED direcionais instalados nas laterais da carenagem; painel colorido TFT customizável, de fácil visualização; e itens de conveniência como Electronic Cruise Control e aquecedor de manoplas.

O modelo conta, ainda, com a opção de conectividade com o celular por meio do aplicativo Rideology The App (disponível para iOS e Android), que possibilita que o condutor defina todas as configurações da motocicleta direto no celular, os modos de condução e a pré-carga da suspensão traseira, dependendo da carga que irá transportar. Também é possível configurar freio motor, suspensões, modos de potência e controle de tração.

O Rideology The App ainda permite registrar as rotas, com informações muito completas da posição do acelerador, pressão do freio, marcha engatada, rotações do motor e a temperatura do líquido de refrigeração. E para completar, o piloto tem acesso a todas as informações do veículo, incluindo odômetro, tempo total em operação, marcadores parciais de quilometragem, nível de combustível, autonomia disponível, consumo e velocidade médios, ângulos máximos de inclinação, carga da bateria, quilômetros restantes para a próxima revisão e trocas de óleo.

A nova Kawasaki Ninja H2 SX SE+ está disponível na rede de concessionárias da marca com Preço Público Sugerido de R$ 139.990,00 (sem frete) na cor Metallic Graphite Gray/Metallic Diablo Black/Emerald Blazed Green.

Stylema da Brembo são as pinças monobloco mais novas e de alta qualidade disponível no mercado para modelos de rua e a Ninja H2 SX SE+ também ganhou o equipamento.


Os modos de pilotagem integrados - que estão vinculados ao KTRC, ao Modo de Potência e ao KECS - permitem que os pilotos definam com eficiência o controle de tração, o fornecimento de energia e a suspensão para atender a uma determinada situação de pilotagem.


O design high-tech do painel eleva o nível de qualidade da Ninja H2 SX SE+. O tacômetro de estilo analógico é complementado por uma tela LCD TFT coloridaque permite que as informações sejam exibidas graficamente. Quatro modos de exibição selecionáveis priorizam as informações dependendo do tipo de pilotagem.


A tinta altamente durável da Kawasaki (normal e fosca, usadas no tanque, carenagens e tampas laterais) possui uma camada especial que permite que os arranhões se reparem, possibilitando que a tinta mantenha seu acabamento de alta qualidade.

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

SENNA e TAG Heuer lançam dois novos relógios na véspera do GP Brasil de F-1


A parceria entre Ayrton Senna e a marca suíça TAG Heuer está prestes a completar 30 anos. O tricampeão mundial de Fórmula 1 foi o rosto da primeira campanha "Don't Crack Under Pressure" da conceituada fábrica de relógios de luxo e esportivos, em 1991, justamente um ano depois de ter criado a marca SENNA, cujo logo nasceu com formas curvilíneas inspiradas na curva do Autódromo de Interlagos que leva o nome do piloto.

Assim, desde 1991, no ano em que conquistou seu terceiro título mundial e o último obtido por um piloto brasileiro, até hoje, na principal categoria do automobilismo, Senna é embaixador da TAG Heuer, para alegria dos fãs e para os entusiastas da Fórmula 1 e aficionados por relógios mais sofisticados da
famosa grife. Foi naquele ano também que Senna venceu pela primeira vez o Grande Prêmio Brasil de F-1, em Interlagos.

Para homenagear os 25 anos de legado do campeão, a TAG Heuer está lançando neste período de disputa do GP do Brasil dois relógios em edição especial, incluindo características de design que lembram o estilo de relógio preferido do piloto e o seu amor pelo Brasil.

Os dois novos relógios trazem símbolos que remetem ao piloto, como o “S” da marca SENNA amarelo no cronógrafo, detalhes acentuados pelas cores amarela e verde da bandeira brasileira e uma imagem de Ayrton Senna em seu capacete, gravada no verso da caixa feita de cristal de safira.

TAG Heuer Carrera Calibre Heuer 02T Ayrton Senna Edição Especial 2019 é limitado a apenas 65 peças, celebrando o número de pole-positions que o piloto acumulou durante a sua carreira histórica.

O cronógrafo automático de 45 mm traz caixa em cerâmica preta fosca e um bezel com escala taquimétrica que são sutilmente acentuados pelas cores amarela e verde da bandeira brasileira. O modelo é apresentado com uma costura verde na pulseira preta de couro e borracha e a marca SENNA em amarelo no cronógrafo e na moldura fixa. Uma imagem estilizada do seu famoso capacete é gravada no verso da caixa feita de cristal de safira.

Já o TAG Heuer Fórmula 1 Calibre 16 Ayrton Senna tem edição que apresenta uma gravação do icônico capacete do tricampeão mundial na sua caixa de aço e o seu nome na cor branca localizado à 1 hora do relógio. O modelo vem equipado com uma pulseira esportiva com desenho S-link, da qual Senna gostava, e também possui uma extensão para permitir que seja usado sobre um uniforme de corrida.

A edição limitada deste relógio de 44 mm exibe um toque de vermelho nos índices em laca, ponteiro central de segundos e ponteiros do contador. Os pequenos mostradores brancos às 6 e 9 horas e um pequeno mostrador preto às 12 horas destacam-se do mostrador escovado na cor antracite. Este relógio em aço inoxidável é mantido pelo cronógrafo de corda automática Calibre 16 Ayrton Senna.

Toyota apresenta edição especial GAZOO Racing: a Hilux GR Sport


A Toyota apresentou na Argentina, a nova Hilux GR Sport, uma versão da picape desenvolvida sob a filosofia GAZOO Racing, projetada para uso principalmente off-road em estradas de terra e de cascalho em alta velocidade.

A nova Hilux GR Sport está equipada com um motor a gasolina V6 de 234 cv de potência, câmbio automático de seis velocidades e apresenta melhorias em sua suspensão que proporcionam um desempenho dinâmico aprimorado, além de renovado design externo e interno que reflete a evolução do modelo. A opção de 177 cv a diesel também está presente com caixa automática de seis velocidades.

Desenvolvida com foco na experiência de dirigir, a nova Hilux GR Sport também adiciona equipamentos funcionais projetados para proporcionar uma
experiência off-road de qualidade.A nova Hilux GR Sport chega à rede de concessionárias da Toyota em todo o Brasil em fevereiro de 2020, quando serão anunciados os preços.

O espírito da nova Hilux GR Sport é expandir ainda mais o desempenho dinâmico, ancorado no aumento da entrega de força e na melhoria da suspensão. Esses aprimoramentos foram projetados para proporcionar maior dirigibilidade e confiança.

O motor a gasolina 1GR 4.0L V6 24V DOHC com duplo VVTi oferece uma potência máxima de 234 cv e 38,3 kgfm de torque máximo e é acoplado a uma transmissão automática de seis velocidades com acionamento sequencial. Este
conjunto proporciona uma aceleração mais enérgica, com reações mais rápidas, dando ao veículo um caráter esportivo que resulta em uma condução mais emocionante.

Enquanto isso, a versão a diesel mantém seu excelente nível de desempenho com o motor 1GD 2.8L 16V turbo de 177 cv e 45,9 kgfm, destacando o alto nível de controle e segurança no manuseio característico da Hilux GR Sport.
A estética exterior da nova Hilux GR Sport apresenta uma imagem mais esportiva e, ao mesmo tempo, mais sofisticada, mantendo o espírito distintivo de outros modelos da marca TOYOTA GAZOO Racing.

Na imagem frontal, o símbolo "GR" é adicionado à grade com o emblema "Toyota", enquanto a adição do protetor frontal aumenta a robustez do modelo
Hilux.

A vista lateral é completada com as molas helicoidais e os amortecedores traseiros monotubo pintados na cor vermelha, enquanto as maçanetas das portas e espelhos em preto metálico, contrastando com as cores da carroceria e fornecendo uma nota distintiva de natureza esportiva.

A versão V6 adota um novo estilo de rodas de liga leve de 17”, com seis raios angulares, mantendo o esmo tipo de pneu de dimensões 265/65 R17 AT. A versão a diesel mantém o design mais robusto e cor preta.Completando o pacote externo, para todas as versões da nova Hilux GR Sport, é oferecido um novo design de santantonio, com linhas mais dinâmicas e cor cinza de maior contraste, complementada pela capota marítima, oferecendo maior funcionalidade.

O design interno da nova Hilux GR Sport combina características esportivas com o conforto característico da Hilux.

A atmosfera interior é complementada com estofamento no teto e colunas em preto, criando uma sensação de esportividade, onde se destacam as características da marca GAZOO Racing, como o botão Iniciar e Smart Key, a placa numerada, os apoios de cabeça e os tapetes.

As opções de cores externas continuam as mesmas da marca Toyota GAZOO Racing: Black Mica, Metallic Red e Pearl White, sendo esta a única opção de dois tons com teto e capô na cor preta.

Caio Collet realiza sonho de dirigir carro da Fórmula 1 pelas ruas de São Paulo


A Equipe Renault de F1 participou do F1 Festival – Senna Tribute realizado em São Paulo no sábado, 9 de novembro, com a nova promessa das pistas e piloto da Renault Sport Academy, o paulistano Caio Collet, que deu um show ao volante do carro de Fórmula 1 equipado com o motor E20 da Renault.

O piloto de 17 anos, que foi o campeão na Fórmula Renault Eurocup deste ano, mora a apenas alguns passos do Parque Ibirapuera, em São Paulo, onde aconteceu o evento desse sábado.  Caio pilotou o carro de Fórmula 1 com a configuração do campeonato de 2012, na presença de milhares de fãs.

O F1 Festival – Senna Tribute foi organizado para homenagear o tricampeão de Fórmula 1, o brasileiro Ayrton Senna, às vésperas do Grande Prêmio de Interlagos. A etapa brasileira do Campeonato Mundial de Fórmula 1 que acontecerá no próximo domingo será a penúltima prova da temporada 2019.

“Para mim, dirigir um carro de Fórmula 1 nas ruas da minha cidade foi como realizar um sonho. Foi muito bacana fazer esta homenagem ao Ayrton Senna em São Paulo com tantos fãs lá para curtir. Como moro perto do Ibirapuera, costumo correr e caminhar pelo parque, por isso foi muito legal pilotar uma Fórmula 1 tão perto de casa. Espero poder sentir o gostinho de pilotar uma máquina de Fórmula 1 no futuro e vou continuar dando o máximo de mim para
que isso se torne realidade. Agora estou ansioso para assistir a corrida em Interlagos, no próximo fim de semana. Estarei lá com a equipe para continuar meu aprendizado sobre o que é preciso para ser um piloto de Fórmula 1, que faz parte do meu programa na Renault Sport Academy”
, explicou o piloto Caio Collet.

“Para nós na Renault do Brasil, foi um grande privilégio poder participar deste evento, para levar a Fórmula 1 mais perto do
que nunca para os fãs brasileiros apaixonados pela categoria. O clima ficou ainda mais especial e animado com a presença maciça dos fãs, que vieram conferir o evento no Parque Ibirapuera. Também foi um grande orgulho para nós podermos contar com a participação do paulistano Caio Collet, que fez a volta de demonstração no carro de Fórmula 1. O futuro do automobilismo esportivo promete ser brilhante para o Brasil, principalmente com a chegada do Caio à Renault e, por isso, estamos ansiosos pelo seu futuro e torcendo por ele”
, afirmou Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

FIAT TORO BATE A MARCA DE 200 MIL UNIDADES VENDIDAS E LANÇA NOVA VERSÃO ULTRA


Um sucesso inegável de público, mídia e vendas, o Fiat Toro acaba de ganhar mais um membro na família: o novo Fiat Toro Ultra. A versão é resultante da evolução natural do próprio segmento SUP (Sport Utility Pick Up), baseado em estudos com clientes, além da própria inovação e ousadia que são tradicionais na marca Fiat. A nova versão Ultra traz ainda beleza e requinte, com mais segurança e funcionalidade. 

A novidade chegará às concessionárias em dezembro, mas já pode ser solicitada desde já. 

De lá para cá, foram mais de 200 mil unidades comercializadas (marca atingida em outubro), o que o consagra como a segunda picape mais vendida do Brasil, ficando atrás apenas da Fiat Strada.

A nova versão conta com novidades por dentro e por fora, com um visual exclusivo. Ela será topo da linha, juntamente com a Ranch – cada uma voltada para seu público. O grande destaque do Fiat Toro Ultra fica por conta do Dynamic Cover como item de série. 

Com motor 2.0 Diesel, tração 4x4 e câmbio automático de nove marchas.

Disponível nas cores Branco Ambiente (sólida), Prata Billet, Preto Carbon e Azul Jazz (metálicas), a nova versão Fiat Toro Ultra custa R$ 164.990.

RENAULT INAUGURA NOVO RENAULT LAB NA FAE EM CURITIBA


A Renault inaugura um novo Renault LAB, localizado no FAE LAB, prédio de laboratórios da FAE Centro Universitário, em Curitiba. O espaço recebe uma linha de produção simulada que será utilizada para a formação de colaboradores Renault e laboratório para os cursos de graduação e pós-graduação do centro universitário. O objetivo é aproximar a indústria do ambiente acadêmico, fomentando o conhecimento e a utilização de ferramentas e boas práticas para o processo de produção.

O novo LAB passa a fazer parte do ecossistema de inovação da Renault no Brasil, que já conta com: Renault LAB no Cubo Itaú, em São Paulo; Renault LAB no Sistema FIEP e na Universidade Positivo Campus sede – Ecoville, em Curitiba; Creative LAB no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, e America Digital Hub, em São Paulo.

A metodologia de formação adotada no espaço é a JAT – Juste à Temps, que desenvolve competências
técnicas focadas no processo produtivo. No laboratório, os profissionais e estudantes poderão aprender sobre fluxos de produção, diagnósticos de
sistemas industriais, identificação de desperdícios, melhorias de processos, aumento de performance, entre outros conteúdos.

“Esta parceria entre empresa e o mundo acadêmico é muito importante para nós. Tanto a aquisição de novos conhecimentos e inovações vindas da academia, quanto a atualização das necessidades do mundo industrial para o mundo acadêmico, forma uma relação ganha-ganha. A concretização desta parceria entre a FAE e a Renault nos deixa orgulhosos e confiantes”, comenta Luiz Quinalha, vice-presidente de fabricação para a Renault região América.