quarta-feira, 18 de julho de 2018

ARGO RECEBE LINHA 2019 COM NOVOS ITENS DE SÉRIE E OPCIONAIS


Lançado há pouco mais de um ano, o Argo é um sucesso de mercado com quase 60 mil unidades comercializadas desde seu lançamento. Com design esportivo, motores eficientes, alta tecnologia e sofisticação, o modelo alcançou em junho a sexta posição entre os carros mais vendidos do Brasil.

Em um segmento competitivo como o dos hatches compactos, é importante trazer novidades de acordo com a demanda do mercado para cada versão, evoluindo e até antecipando as necessidades dos clientes. Assim, as versões 1.0, Drive 1.0, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, HGT 1.8 e HGT 1.8 Automático do Argo chegam à linha 2019 reformuladas. As versões Precision 1.8 e Precision 1.8 Automático continuarão disponíveis como 2018 e em breve também serão atualizadas.

Entre as novidades do Argo 2019 estão novos opcionais e novos itens de série. Atendendo às solicitações de mercado, o sistema Start & Stop passa a ser oferecido como opcional nas versões Drive 1.0 e Drive 1.3, permitindo democraticamente que o cliente opte por contar com o item ou não. O Argo Drive 1.3 GSR e as versões 1.8 continuam com o sistema de série.
Confira como fica cada versão e kits de opcionais abaixo.

Argo 1.0
A versão de entrada recém-lançada conta agora como opcional o novo Kit Visibilidade, com desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência. Além dele, ainda estão disponíveis os já conhecidos Kits Rádio Connect e Convenience. De série, a versão já vem equipada com itens como ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros, trava elétrica, direção elétrica, computador de bordo, volante com regulagem de altura, ESS (sinalização de frenagem de emergência) e rodas de aço estampado aro 14”.

Argo Drive 1.0
Equipada com o motor Firefly 1.0 de três cilindros, a versão ganha importantes novidades. De série, o alarme antifurto e, como opcional, Controle de Tração (TC), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e sistema Hill-Holder. Traz ainda equipamentos como direção elétrica progressiva, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura e ISOFIX. Entre os opcionais, estão disponíveis na linha 2019 os kits Parking, Rádio Connect e Convenience, já disponíveis na linha anterior, além do novo Kit Tech, com sistema Start & Stop, Controle de Tração (TC), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e sistema Hill-Holder, e o Kit Multimídia 9” com a central multimídia com tela de 9" touchscreen, comandos de voz Bluetooth, áudio streaming, AUX/USB/MP3, rádios AM/FM, volante com comandos de áudio e telefone, além de segunda porta USB para passageiros traseiros.

A recém-lançada central multimídia com touch screen de 9”, a maior do mercado para o segmento, conta com inúmeras funções que facilitam a vida a bordo, incluindo o espelhamento para iOS e Android, reconhecimento de voz e integração com comandos no volante. Além disso, ela traz conexão Bluetooth e audio streaming, conectividade Wi-Fi/hotspot e reconhecimento de voz. Com integração a comandos no volante, essa central de 9” das versões Drive 1.0, Drive 1.3 e Drive 1.3 GSR do Argo 2019 possui 16Gb de memória interna para armazenamento de fotos, vídeos e músicas e ainda oferece calendário, calculadora e agenda. Vale dizer que as versões Precision e HGT continuam com a central multimídia presente desde o lançamento do modelo.

Argo Drive 1.3
A versão também conta com a novidade do alarme antifurto de série e com os novos opcionais Controle de Tração (TC), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e sistema Hill-Holder. O modelo, com motor Firefly 1.3, pode ser equipado ainda com os kits de opcionais tradicionais Parking, Connect e Convenience. Além desses, o cliente pode adquirir os novos kits Multimídia 9” e Tech que também estão disponíveis para a versão Drive 1.0.

Argo Drive 1.3 GSR
Assim como no Drive 1.3, a versão com câmbio GSR conta com alarme antifurto de série como novidade, além de outros itens, como Controle de Tração (TC), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), sistema Hill-Holder, a função Auto-Up Shift Abort, que garante retomadas mais vigorosas, controle de velocidade de cruzeiro, apoia braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down e repetidores laterais. Como opcionais, são oferecidos o Kit Multimídia 9”, o Kit Parking e o Kit Connect.

Argo HGT 1.8
A versão com acabamento, calibração de suspensão e controle de estabilidade esportivos passa a contar na linha 2019 com sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico de série. Os clientes podem optar ainda por adquirir como opcionais a câmera de ré, side bags dianteiros e os pacotes Stile e Tech.

Argo HGT 1.8 AT
Com máximo conforto com o câmbio automático de seis marchas, a versão, assim como a manual, traz de série o sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico e conta com os mesmos opcionais: Kit Stile, Kit Tech, side bags dianteiros e câmera de ré.       
  
A linha 2019 do Argo possui como opções as cores sólidas Branco Banchisa, Preto Vulcano e Vermelho Alpine, a perolizada Branco Alaska e as metálicas Prata Bari, Preto Vesúvio e Cinza Scandium. As versões HGT não estão disponíveis em Preto Vulcano e Vermelho Alpine, mas possuem como opções os tons sólidos Azul Portofino e o Vermelho Modena.

Confira os preços da nova linha do Argo 2019:
- Fiat Argo 1.0 – R$ 44.990,00 (preço de oferta sugerido)
- Fiat Argo Drive 1.0 – R$ 47.990,00 (preço de oferta sugerido)
- Fiat Argo Drive 1.3 – R$ 53.990,00
- Fiat Argo Drive 1.3 GSR – R$ 59.590,00
- Fiat Argo HGT 1.8 – R$ 65.990,00
- Fiat Argo HGT 1.8 AT6 – R$ 71.990,00

Stuttgart Motorsport terá Miguel Paludo e Ricardo Mauricio no Porsche 911 GT3 R em Tarumã


O público do Rio Grande do Sul terá um motivo forte para torcer pela equipe Stuttgart Motorsport na terceira etapa do Endurance Brasil, que acontecerá no dia 21 de julho em Tarumã. O piloto gaúcho Miguel Paludo, detentor de cinco títulos na Porsche Cup e com três temporadas disputadas em categorias da Nascar nos Estados Unidos, fará dupla com Ricardo Mauricio no Porsche 911 GT3 R, substituindo Marcel Visconde, que não poderá correr devido a uma viagem agendada previamente.

Paludo afirma ter ficado “muito honrado” com o convite para pilotar o 911 GT3 R. “Passar o carro para outra pessoa pilotá-lo não é tarefa fácil. Espero ser competitivo e levar o carro inteiro até o final. Meu maior objetivo é deixar o Marcel orgulhoso com o resultado”, afirma o piloto gaúcho. Ele correu pela última vez em Tarumã em 2005 na Copa Clio, mas conhece muito bem o exigente traçado de 3,039 km: “Passei muitas tardes ali quando estava começando a minha carreira. O traçado é o mesmo e em poucas voltas estarei novamente ‘em casa’”, acredita. O fato de ter experiência com Porsches de competição também ajuda: “O 911 GT3 R tem diferenças em relação ao 911 GT3 Cup com o qual tenho corrido. A similaridade vai ajudar na adaptação, mas vou ter o que aprender e já estou em contato com o Felipe Grizzi, engenheiro da Stuttgart Motorsport que também é meu engenheiro no GT3 Cup, para estudar os recursos do GT3 R”.

Mauricio também ficou contente por voltar a fazer dupla com Paludo. “Temos um relacionamento de longa data, desde o começo da carreira dele na Porsche Cup. Temos uma ‘guiada’ muito parecida e acho que o Miguel vai se adaptar muito rápido ao carro. O GT3 R é mais forte, tem mais carga aerodinâmica e freia mais que o Cup. É carro seguro, bem equilibrado, e o Miguel já trabalha com o Grizzi na Cup. Acho que o Miguel vai se adaptar rápido, porque tudo está muito bem ‘casado’ para esta corrida. Ele vai se divertir bastante no carro e vamos tentar, quem sabe, chegar à primeira vitória no ano”, confia.

A programação em Tarumã começa na sexta-feira das 8h30 às 17h05, com a realização de treinos livres e das sessões classificatórias. No sábado, as equipes entram na pista das 9h00 às 9h40 para o warmup. A largada da prova, que terá três horas de duração, acontecerá às 13h00.

Novo BMW X2 ganha linha de acessórios no Brasil



Uma linha completa de acessórios exclusivos para o novo BMW X2 já está disponível na rede de concessionárias da marca no país. A gama, que inclui diversos itens voltados para evidenciar o conforto e a funcionalidade do mais novo Sport Activity Coupé (SAC) da BMW, foi desenvolvida de acordo com os mais rigorosos padrões de qualidade e eficiência adotados pelo BMW Group. O BMW X2 foi lançado no mercado nacional em abril, nas versões sDrive20i GP e M Sport X.

Para aqueles que prezam pelo cuidado e limpeza dentro do veículo, a BMW oferece tapetes de borracha internos, para o porta-malas, e capa de proteção para os bancos traseiros. O conjunto de tapetes internos (R$ 1.203) é feito de borracha resistente e durável, além de encaixar perfeitamente no espaço sob os pés. Também feito de borracha impermeável e antiderrapante, o revestimento do porta-malas (R$ 1.138) é de fácil limpeza e exibe design elegante, que inclui ainda uma aplicação de aço inoxidável de alta qualidade. A proteção para o banco traseiro (R$ 986), por sua vez, é indicada para o transporte dos pets e objetos mais volumosos, evitando o contato de sujeira e umidade na superfície dos assentos. Este protetor pode ser facilmente preso aos encostos de cabeça dos bancos por meio de tiras reguláveis.

Já a linha Travel & Comfort System conta com itens voltados para oferecer mais praticidade ao dia a dia. Pendurar o paletó no banco dianteiro virou coisa do passado para quem dispõe do cabide exclusivo (R$ 816) para transportar ternos e casacos. De design moderno e funcional, o cabide vem com um suporte destacável que é encaixado no encosto de cabeça dos bancos dianteiros. Outro item que pode ser afixado nos encostos de cabeça é o suporte para tablets (R$ 1.211). Ele é capaz de girar em um ângulo de 360° podendo ser bloqueado na posição desejada.

E para quem faz questão de ter sempre tudo à mão, a bolsa para o encosto do banco (R$ 721) é o acessório ideal. Ela oferece uma grande quantidade de compartimentos para guardar objetos de vários tamanhos e formas, como garrafas, copos, livros e tablets, entre outros. A bolsa também pode ser facilmente transportada para fora do veículo com a ajuda de uma alça de ombro integrada. E para manter os smartphones por perto, o sistema BMW Click & Drive (R$ 1.028) permite apoio e carregamento dos aparelhos no interior do veículo. Graças a um suporte universal fixado ao para-brisa e capaz de girar em um ângulo de 360°, qualquer smartphone com até 78 milímetros de largura pode ser encaixado e utilizado de forma segura.

Iluminação portátil é imprescindível a qualquer hora e lugar, principalmente em situações de emergência. E as lanternas de bolso de LED BMW (R$ 341) proporcionam luminosidade mais potente que as lâmpadas de smartphones atuais. Equipada com uma bateria recarregável e de rápido carregamento, as lanternas de bolso podem ser conectadas a qualquer tomada de bordo e sua carga dura várias horas. Já o projetor de LED para portas (R$ 1.108) permite que o entorno do veículo fique perfeitamente iluminado ao abrir as portas. O facho de luz emitido no piso pode exibir imagens como o logotipo da BMW e a letra "X", por exemplo.

Outro acessório de destaque é a capa de chave (R$ 257) feita de couro sintético de alta qualidade e que garante elegância e funcionalidade, além de proteger o visor de sujeira e de riscos causados pode impactos. Um forro interno de microfibra facilita a limpeza da peça toda vez que a capa é fechada.

A linha Transporte & Bagagem, por sua vez, traz equipamentos para facilitar a acomodação de carga adicional, como malas de viagem e bicicletas, por exemplo. Produzidas com materiais altamente duráveis e resistentes à corrosão, as barras de teto transversais (R$ 2.138) asseguram praticidade no transporte de bagagens, principalmente durante viagens longas. Para quem prefere acomodar pertences em um compartimento fechado, o bagageiro de teto com fechadura (R$ 9.379) é a opção mais indicada. Com capacidade para 420 litros de bagagens, o nicho tem abertura para ambos os lados. E para aqueles que apreciam pedalar, o suporte traseiro para bicicletas (R$ 5.815, engate não incluso) traz recursos interessantes. Além de extremamente leve, resistente e extensível até três bicicletas, o equipamento é de fácil manuseio e permite acesso ao porta-malas sem a necessidade de remoção das magrelas. O suporte é capaz de transportar até 60 kg de peso e, quando não está em uso, pode ser dobrado e guardado no porta-malas.

Já o portfólio de acessórios originais BMW M Performance é dedicado a evidenciar a esportividade do BMW X2. O exterior do SAC compacto pode ser adornado com uma grade frontal na cor preta (R$ 1.352) e capas dos espelhos retrovisores em carbono (R$ 6.722). O interior, por sua vez, pode ser personalizado com um jogo de tapetes (R$ 2.058) com a inscrição “M Performance” nas laterais e detalhes nas cores oficiais da divisão esportiva M. A gama também oferece uma capa exclusiva para chave (R$ 481), com aplicações em carbono e a inscrição “M Performance”.

Sprinter e Vito elétricos serão destaques da Mercedes-Benz no IAA 2018



Eficientes, econômicos, flexíveis e confiáveis: na operação diária de uma frota, os veículos elétricos movidos por baterias são avaliados com os mesmos parâmetros que os modelos de propulsão convencional. Com o eVito – que será introduzido no mercado após o IAA 2018 –, a Mercedes-Benz Vans comprova que os elétricos são competitivos. Além disso, dependendo do uso, é possível comparar, em custos, essa tecnologia com os motores de combustão interna.

Outro destaque é a eSprinter, que chegará ao mercado no próximo ano. Com a evolução dos veículos elétricos, a marca tem usado uma nova abordagem desde a introdução da estratégia eDrive@VANs.

O novo eVito é utilizado, principalmente, em entregas urbanas. Porém, sua classificação e capacidade de carga também atendem às demandas do setor comercial e de serviços. Uma bateria instalada com capacidade de 41 kWh disponibiliza uma autonomia de cerca de 150 km. Mesmo quando as condições são desfavoráveis, o cliente ainda tem uma autonomia de 100 km. A autonomia total é restaurada após seis horas de carga.

A propulsão por energia elétrica alimentada por bateria gera 84 kW e até 300 Nm de torque, estando customizada para uso urbano. A velocidade máxima pode ser adequada conforme a utilização. Se o eVito operar em centros urbanos, uma velocidade máxima de 80 km/h conserva a energia e aumenta a autonomia. De maneira alternativa, pode ser configurada para uma velocidade máxima de até 120 km/h.

Essa van de porte médio oferece duas opções de entre-eixos. A versão básica tem uma distância total de 5.140 milímetros e uma carga útil máxima de 1.073 kg, o que a coloca no nível do Vito com propulsão convencional. A versão extra-longa atinge 5.370 milímetros. Seu generoso espaço interno garante que bens e equipamentos sejam acomodados até uma carga útil de 1.048 kg. O PBT máximo é de 3.200 kg. A posição da bateria também garante excelente flexibilidade, com um volume de carga entre 6,0 e 6,6 m3. As unidades de armazenamento de energia estão localizadas embaixo do veículo e não limitam o espaço de carga.

Vito demonstrou ter a mesma confiabilidade e maturidade técnica de todos os seus componentes durante testes extensivos de inverno. A eficiência de operação, a ergonomia e o conforto mesmo em extremas condições foram examinados meticulosamente em temperaturas de até menos 30 graus Celsius, em estradas com neve e gelo. Os testes também cobriram as características de carga e condução no frio, bem como a resistência às baixas temperaturas dos componentes do trem de força e do software.

A eSprinter seguirá o eVito no próximo ano. O veículo que fundou o segmento de comerciais leves é o melhor parceiro quando o cliente pensa em oficina sobre rodas ou veículo espaçoso de entregas. A nova eSprinter será oferecida inicialmente como furgão na versão teto alto e PBT de 3.500 kg. Como numa Sprinter com motor de combustão interna, a carga máxima é de 10,5 m3.

Com uma capacidade instalada de bateria de 55 kWh, a autonomia prevista fica em torno de 150 km, com carga útil máxima de 900 kg. A segunda opção de bateria permite aos clientes estabelecer outras prioridades quanto aos parâmetros de uso. Três baterias com capacidade de 41 kWh disponibilizam uma autonomia de cerca de 115 km. Por outro lado, a carga útil máxima aumenta em cerca de 140 kg para aproximadamente 1.040 kg.

A estratégia eDrive@VANs não visa somente a eletrificação da frota de veículos, mas também a configuração de uma solução ampla customizada para as necessidades dos clientes. Isso inclui, por exemplo, orientação na escolha do veículo, ferramentas como o App eVAN Ready e o custo total de operação (TCO). Fator também decisivo para usuários em potencial do eVito e da eSprinter é a análise das condições técnicas nas instalações dos frotistas. Enfim, a integração de um conceito de infraestrutura de carga inteligente dá as bases para a concorrência sustentável e a conservação dos recursos com uma frota comercial.

O que também desempenha papel importante nessa implementação é a criação de soluções em conjunto com clientes, o "Customer Co-Creation". Tudo começa com uma avaliação abrangente, seguida pelo desenvolvimento em conjunto de soluções individuais em estreita colaboração com o cliente e fornecimento de orientação por especialistas. Isso cobre todos os aspectos individuais, desde a seleção do veículo até a infraestrutura de carga e o aprimoramento necessário das redes de energia nos respectivos locais.

Dois exemplos de "Customer Co-Creation" são os projetos pilotos em andamento nas empresas de logística Hermes e Amazon Logistics. A parceira Hermes da Alemanha está colocando 1.500 vans elétricas Mercedes-Benz em serviço. A integração de uma infraestrutura de carga eficiente e a gestão de carga controlada por software fazem parte desse piloto.

Os serviços digitais fornecidos pelo Mercedes PRO Connect oferecem novas formas de gestão de frota economicamente eficientes. Eles incluem a gestão das revisões e da manutenção, bem como a análise do estilo de condução, comunicações otimizadas entre o gerente da frota e o motorista e verificação por celular para garantir que as portas e janelas do veículo estejam fechadas. Além disso, a Mercedes-Benz Vans está oferecendo, pela primeira vez, um serviço novo para a gestão inteligente da carga que também permite uma visão geral da situação de cada veículo.

O Conceito da Sprinter F-CELL combina as tecnologias de célula de combustível e da bateria em um plug-in híbrido. A interação inteligente da bateria e da célula de combustível torna possível uma potência elétrica de cerca de 147 kW e 350 Nm de torque. Os três reservatórios na subestrutura armazenam um total de 4,5 kg de hidrogênio, o que leva a uma autonomia de cerca de 300 km. Se for necessária uma autonomia maior, poderá ser adicionado outro reservatório na traseira do veículo, elevando a autonomia para 530 km.

Delphi Technologies reinaugura escola para oferecer treinamento


A Delphi Technologies reinaugura escola de treinamento na fábrica de Piracicaba (SP). A partir da primeira semana de agosto, a empresa voltará a ministrar aulas para a linha Diesel e, em breve, serão oferecidos cursos de climatização & arrefecimento, e injeção eletrônica & ignição.

Os interessados em participar deverão se inscrever por meio dos canais de atendimento:treinamento.delphitechnologies@delphi.com ou pelo telefone (19) 3429-5269.

As vagas são limitadas e, ao final das aulas, os alunos receberão certificados Delphi. O valor é de R$ 200,00 para um dia e R$ 400, 00 para dois dias.

São oferecidos os seguintes cursos:
Common Rail – Trata-se de um treinamento de um dia, em que os alunos aprenderão o princípio e funcionamento dos Injetores Delphi, como utilizar o equipamento de teste para identificar possíveis falhas e informações técnicas. Na prática, aprenderão como desmontar e montar um injetor, como aplicar o torque correto, utilizar as bancadas de teste e o modo correto de aplicação. O valor deste curso é de R$ 200,00.

Bombas Mecânicas – Consiste em uma capacitação de dois dias, em que os alunos aprenderão as principais características funcionais e componentes das Bombas Delphi. Na prática, será realizada análise do produto, montagem da bomba e teste nas bancadas Delphi.

No treinamento, serão apresentadas DP100, DP200, DP210 e também a DP310, que apesar de ser uma bomba mecânica, conta com uma tecnologia diferenciada, e atende ao TIER 3, em crescente aplicação no mercado. O valor deste curso é de R$ 400,00. 

Novo MINI Cabrio chega ao Brasil no último trimestre de 2018



No ano em que completa 25 primaveras, o MINI Cabrio já tem data para sua nova geração chegar ao Brasil: no 4º trimestre deste ano. O modelo assimilou algumas das mudanças visuais e mecânicas encontradas no novo MINI Hatch e, em breve, a marca informará preços e disponibilizará veículos para reserva.O MINI Cabrio é vendido no país há quase dez anos, desde a estreia da montadora britânica no Brasil em 2009. Nesse período, o modelo registrou 1.395 unidades comercializadas. 

Desde a primeira geração escreveu uma história vencedora. Há 25 anos, ele obteve sucesso instantâneo ao estrear no mercado britânico com o nome de Rover MINI Cabriolet. Em 2004, o modelo ressurgiu no Salão de Genebra com o nome de MINI Conversível e três versões (MINI One Conversível, MINI Cooper Conversível e MINI Cooper S Conversível), vendendo 89 mil unidades somente no Reino Unido.

Em 2009, o MINI lançou o "Openometer", que media quantas horas o motorista dirigiu com a capota abaixada, e em 2016 veio a função "Rain Warner", que monitora a previsão do tempo nas proximidades do veículo e, se for alta a chance de chuva, o computador de bordo alerta o motorista para fechar a capota.

Eletra exibe na Lat.Bus ônibus com os conceitos elétrico puro e hibrido


Com um novo conceito de ônibus, que reúne as tecnologias totalmente elétrica e híbrida, a Eletra vai participar da Lat.Bus & Transpúblico 2018, Feira Latino-americana do Transporte, que será realizada de 31 de julho a 2 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. A empresa, pioneira no desenvolvimento e produção de ônibus elétricos e híbridos no País, apresentará o Dual Bus, novo conceito de veículo elétrico/híbrido já em utilização pela Metra Transportes, no Corredor ABD, na Grande São Paulo.

O Dual Bus é considerado a melhor proposta tecnológica para o transporte urbano por poder circular em diferentes configurações, como híbrido, trólebus e híbrido ou elétrico puro. Configurado para circular no Corredor Metropolitano ABD, operado pela Metra Transportes, possui 13,2 metros de comprimento e capacidade para transportar 82 passageiros.

Possui motor elétrico desenvolvido pela WEG e gerador formado por um motor veicular movido a diesel OM 924 Série A Euro V desenvolvido pela Mercedes-Benz especialmente para o projeto. É equipado com moderna transmissão automática Alisson, que facilita a tarefa do motorista e traz conforto aos passageiros. As mudanças de marcha e velocidade ocorrem suavemente, sem trancos, mesmo com o veículo lotado e numa pista em aclive.

O veículo é movido por um avançado conjunto de 193 baterias de lítio, ligadas em série, instaladas em quatro compartimentos sobre a capota. Na versão Elétrico Puro, essas baterias permitem uma tração silenciosa, macia e potente. O Dual Bus desliza suavemente sobre a pista, sem descarregar qualquer tipo de material poluente na atmosfera

Conectado à rede aérea, como trólebus, não emite nenhum tipo de gás poluente na operação. O mesmo veículo, entretanto, pode operar sem depender da rede aérea quando for selecionado o modo elétrico-híbrido. Neste modo, o funcionamento de um motor gerador a diesel ou biodiesel alimenta o motor elétrico.

A tecnologia é de ônibus híbrido em série, ou seja, ambos os motores. O elétrico e o propulsor a combustão funcionam juntos constantemente, mas é só o motor elétrico que faz o ônibus se mover. Como o motor diesel só serve para a geração de energia, pode ser de menor cilindrada que o propulsor convencional de um ônibus, gerando menos poluição e ruído. O resultado é a redução de emissão de poluente de 95% em relação à de um ônibus a diesel comum.

Por essa característica, o motor desenvolvido para o projeto é um diesel de 7 litros em vez do tradicional de 12 litros. Também é possível que o veículo opere apenas com a energia armazenada nas baterias, independentemente de rede área e da geração do motor de combustível fóssil. Desta forma, o modelo reúne as tecnologias de elétrico puro e trólebus.

terça-feira, 17 de julho de 2018

Wagner Gonzalez em Conversa de pista

Wagner Gonzalez

FÓRMULA 1 CHEGA A METADE DA TEMPORADA

Metade da temporada de 2018 superada e a F-1 já está prestes a decidir seu calendário de 2019, assunto que vem merecendo uma campanha intensa de chefes de equipe para evitar uma temporada ainda maior que as 21 provas deste ano e corridas em três fins de semana consecutivos. Da possibilidade de danificar a imagem de coisa rara da F-1 ao desgaste físico dos integrantes do circo, sobram motivos para evitar que a gula de lucros infle ainda mais o roteiro do ano que vem. O campeonato deste ano prossegue domingo com a disputa do GP da Alemanha, em Hockenheim.

A possibilidade de o calendário de 2019 diminuir de 21 provas para 20 é grande: além da ausência do GP da Alemanha, que há alguns anos é disputado bienalmente, o propalado GP de Miami parece encalacrado em discussões sobre os efeitos que a corrida poderá causar aos moradores do balneário da Flórida. Nenhuma novidade: quando Chris Pook organizou o GP USA West, nas ruas de Long Beach - área metropolitana de Los Angeles -, foi necessário pagar acomodações em hotéis para moradores indispostos a conviver com o barulho dos carros e a movimentação do público.

Para a comunidade que vive da categoria, porém, os motivos para evitar o crescimento do calendário, ou mesmo a repetição da sequência deste ano, são de ordem diversa. O francês Cyril Abiteboul, diretor da Renault Sport, alçou a bandeira da exclusividade e defende que o movimento da Liberty Media a detentora dos direitos comerciais da categoria -, deveria ser reduzir e não expandir o calendário; para ele "15 ou 16 provas estaria de bom tamanho".. Por essa óptica os países pagariam mais pelas datas, gerando mais lucros aos times, que gastariam menos. Gunther Steiner, o diretor esportivo da Haas F1, pondera que o crescimento pura e simples não se justifica e explica que as viagens custam caro e por isso “se aumentarem o número de corrida precisam garantir maior faturamento para as equipes”.

A chegada da Liberty Media trouxe uma lufada de modernidade ainda não digerida por muitos que compõem a F-1, caso do australiano Mark Webber, que trabalha como comentarista de TV. Para ele é preciso manter a aura de super-herói e limitar o acesso que o público tem hoje para interagir com seus ídolos. Talvez a solução para ele seja substituir os pilotos por personagens de jogos eletrônicos, mercado que movimenta quantias cada vez maiores de dinheiro e continua crescendo. Com certeza é um pensamento crítico que ainda vai repercutir no meio.

Quando o atual regulamento da F-1 começou a ser pensado e estruturado a Mercedes já trabalhava nos possíveis caminhos a serem adotados, o que levou os alemães a trabalhar a adoção de soluções mais adequadas à sua capacidade tecnológica. Em 2021 a categoria passa por nova mudança e a escrita parece se repetir: na semana passada o austríaco Toto Wolff anunciou que o italiano Aldo Costa e o inglês Mark Ellis, respectivamente diretores de engenharia e desempenho da equipe de F-1, serão desligados da equipe no primeiro semestre da temporada 2019. A mudança transfere  a responsabilidade de liderar o grupo de engenharia aos ingleses James Allison e, em menos escala, John Owen, projetista chefe. O francês Loic Serra, há quase uma década no time, foi nomeado chefe de dinâmica de veículo.

A decisão da Mercedes em reorganizar sua equipe técnica levantou suspeitas que remetem ao início do atual projeto de F-1 e à influência política de James Allison. O inglês veio da Ferrari e há quem diga que Aldo Costa deixou a Scuderia por pressão do britânico, que também não seria o maior fã de Mark Ellis. Política à parte, não será uma surpresa se Costa e Ellis forem anunciados num futuro próximo como peças-chave da equipe que desenvolverá o carro e o motor da temporada de 2021 ou da F-E, onde a marca alemã articula uma participação oficial em breve.

Kart brasileiro tem novos campeões
Terminada a primeira fase do 53oCampeonato Brasileiro de Kart, os pilotos paulistas aparecem conquistaram quatro dos nove títulos disputados no Kartódromo Internacional da Granja Viana. André Castro (F4 Graduados), Gabriel Crepaldi (Júnior), Enzo Didmontiene (Mirim) e Pedro Lopes (Shifter) foram os filiados da FASP que triunfaram na primeira fase do campeonato, que prossegue esta semana com a decisão de mais categorias.

Outros vencedores da primeira fase foram João Pinheiro Neto (FADF, Cadete), André Nicastro (FADF, Codasur), Alex Grigoletto (FPRA, F-4 Sênior), Vinicius Tessaro (FADF, Júnior Menor), Kleber Barcellos (FPRA, Super F4). Entre as marcas de chassi a Techspped foi a melhor nas categorias F4 Gradudos, Super F4 e Cadete, a Mini (Júnior e Júnior Menor) e a Tony Kart em duas (Codasur e Shifter Graduados) enquanto Mega (F4 Sênior) e Birel (Mirim), conquistaram um título cada uma.
Resultados completos estão disponíveis clicando aqui.

BMW Motorrad lança conjunto Enduro Guard, o mais eficiente para encarar aventuras em duas rodas



Quem segue o estilo aventureiro da BMW Motorrad encara de frente quaisquer desafios do caminho: seja uma estrada sinuosa, uma tempestade no deserto ou uma ladeira vertical. Não importa. Para acompanhar o piloto em situações assim, a fabricante de motocicletas premium acaba de lançar no Brasil o novo conjunto Enduro Guard, o mais moderno e tecnológico kit de vestuário para motociclistas da BMW Motorrad.

Extremamente seguro, confortável e funcional, o conjunto é composto por jaqueta (R$ 4.392,91) e calça (R$ 3.294,68) com forro em poliéster, logotipo da BMW Motorrad em relevo, material refletor para aumentar a visibilidade e materiais altamente tecnológicos em sua composição, desenvolvidos pela própria BMW em parceria com a empresa suíça Schoeller Textil AG.

Entre os materiais estão o Dynatec (mistura de poliamida e poliéster) e o Stretch Dynatec (mistura de poliamida e poliéster com elastano flexível, para maior conforto), que apresentam excelentes níveis de resistência à abrasão quando comparados ao couro (quase 3 vezes mais resistente). Essa resistência ao calor e à abrasão é resultado da aplicação parcial de uma resina sintética com partículas de cerâmica chamada Ceraspace, que é quase tão rígida como o diamante, altamente resistente ao calor e está presente no conjunto na área dos cotovelos, antebraço, joelhos e tíbias.

O tecido laminado de três camadas com a chamada “BMW Climate Membrane”, por sua vez, proporciona segurança máxima sem abrir mão do conforto. Além disso, ele assegura a climatização perfeita: o conjunto é estanque ao vento e impermeável, e ainda assim é respirável.

Para garantir a proteção do motociclista, há ainda protetores NP2 nas costas, ombros, cotovelos, ancas e joelhos, além de compartimento para instalação de protetor de cóccix. O conjunto pode ser usado tanto em dias frios como quentes, graças ao sistema de corte de vento e ao moderno sistema de ventilação interna que oferece zíper frontal duplo com o sistema AirVent, forro de rede no casaco e nas calças e 3D Mesh nas costas, respirável e elástico.

Para encarar os dias chuvosos, há também capuz impermeável integrado na gola e um total de oito bolsos na jaqueta — dos quais sete são impermeáveis — e três bolsos na calça, entre eles um porta-chaves. A jaqueta é vendida nas cores cinza ou preta, e a calça na cor preta. Os tamanhos são 18 a 22, 34 a 48 e 72 a 88 (mulheres); e 24 a 32, 46 a 66 e 98 a 118 (homens). O conjunto está disponível na rede de concessionárias autorizadas da BMW Motorrad no Brasil.

Nissan Kicks ganha vida em Resende e conversa com funcionários na linha de produção


Imagine um Nissan Kicks falante. No Complexo Industrial de Resende, ele existe. O crossover ganhou "vida" para celebrar seu primeiro ano de produção na fábrica do sul fluminense. 

E entre conversas descontraídas e cheias de emoção, agradeceu o empenho e dedicação dos funcionários e homenageou seus criadores do dia a dia, como os engenheiros, operadores, técnicos e analistas de qualidade, fundamentais para o sucesso do modelo no Brasil.

Com piscadas de farol e buzinadas controladas remotamente, o Nissan Kicks convidava os funcionários para uma conversa. Um ator escondido deu voz ao carro: "Desde que você começou a me produzir aqui em Resende, a minha vida mudou. E a sua?", perguntava o crossover. Surpresos e emocionados, os funcionários contaram como a chegada do Nissan Kicks na linha de produção da fábrica impactou suas vidas.

Confira no vídeo a homenagem da Nissan aos funcionários que garantem que o Kicks seja produzido sob o mais alto padrão de qualidade japonesa:


Embraer e United Airlines assinam contrato para 25 jatos E175


A Embraer e a United Airlines, dos Estados Unidos, anunciaram hoje, durante o Farnborough Airshow, na Inglaterra, a assinatura de um pedido firme de 25 jatos E175, que serão configurados com 70 assentos. O contrato é avaliado em USD 1.1 bilhão, com base no atual preço de lista, e será incluído na carteira de pedidos do terceiro trimestre de 2018. O início das entregas está previsto para o segundo trimestre de 2019.

“É com entusiasmo que vemos a United adicionar 25 jatos Embraer à frota existente de quase 400 aeronaves das famílias de E-Jets e ERJ que operam na malha aérea da United Express”, disse Charlie Hillis, Diretor de Marketing e Vendas da Embraer Aviação Comercial para a América do Norte. “O E175 é a plataforma líder no seu segmento e tem grande aceitação no mercado norte-americano em razão da eficiência, conforto e disponibilidade. Esses novos E175 servirão à United e a seus passageiros muito bem.”
“As novas aeronaves E175 oferecerão para nossos clientes a experiência de um produto superior com as mais recentes novidades de conveniência e conforto a bordo”, disse Gerry Laderman, Vice-Presidente Senior de Financiamentos e atual CFO da United. “Essas aeronaves serão uma adição espetacular para a nossa frota e estamos animados em recebê-las no início do próximo ano.”
Incluindo este novo contrato, a Embraer vendeu mais de 400 jatos do modelo E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, obtendo mais de 80% do total de pedidos no segmento de jatos de 70 a 76 assentos.

“007 ELEMENTS” EM PARCERIA COM A JAGUAR LAND ROVER É INAUGURADO PELA ATRIZ NAOMI HARRIS


A Jaguar Land Rover é a parceira oficial do complexo 007 ELEMENTS, uma nova e surpreendente experiência inspirada nas franquias de cinema do agente secreto James Bond. Construída no topo da montanha Gaislachkogl, na cidade de Sölden, Vales Alpinos da Áustria, a atração acaba de ser inaugurada e está aberta ao público.

A instalação cinematográfica foi inaugurada pela atriz Naomie Harris, que interpreta a personagem Moneypenny, secretária particular do agente 007 nos filmes Spectre e Skyfall, e por Jakob Falkner, diretor da empresa de teleféricos Bergbahnen Sölden.

Os visitantes poderão conferir as emocionantes sequências de ação do filme 007 Contra Specter que foram filmadas na cidade de Sölden, além de verem exibições interativas com a tecnologia Jaguar Land Rover. O icônico Land Rover Defender, dirigido pelos capangas do vilão Hinx, está localizado na beira do penhasco, e o Range Rover Sport SVR, dirigido por Hinx (ator Dave Bautista), também está em exibição.

A mais recente tecnologia Jaguar Land Rover está em exibição com os recursos do novo Jaguar I-PACE, SUV elétrico de alta performance da marca, além de sistemas de inteligência artificial.

Os modelos das marcas Jaguar e Land Rover apareceram em nove filmes da franquia 007 desde 1983, quando o James Bond (interpretado por Roger Moore) escapou em um conversível Range Rover Classic dirigido por Bianca (Tina Hudson).

A mais de 3.000 metros acima do nível do mar, o complexo 007 ELEMENTS é a maior experiência do gênero, levando os visitantes a uma jornada por nove galerias e uma praça com vista deslumbrante dos Alpes. O cenário marcante torna-se completo com a trilha sonora envolvente, que mostra os elementos fundamentais que definem os filmes de James Bond, colocando os visitantes dentro do mundo 007 e revelando como ele é feito.

O acesso ao complexo ao local é feito por meio do teleférico Gaislachkoglbahn, na vila de resorts de Sölden. Aberto diariamente das 09:00 às 15:30, os ingressos estão disponíveis online ou nas bilheteira da Bergbahnen Sölden e custam 22 € para adultos e 12 € para crianças. 

Para mais informações ou para reservar bilhetes, por favor, visite: 007elements.com

Mercedes-Benz lança piloto automático adaptativo para ônibus rodoviários


A liderança da Mercedes-Benz no desenvolvimento de tecnologia de ônibus no Brasil ganha novamente evidência com o lançamento, neste mês, do ACC – piloto automático adaptativo para os ônibus rodoviários O 500 RS e RSD. Esse sistema de segurança, por meio de sensores na dianteira, ajuda o motorista a manter o ônibus numa distância segura em relação ao veículo que vai à frente. Se o condutor não reagir, o sistema entra em ação, freando ou acelerando automaticamente o veículo para evitar o impacto.

O ACC acelera e freia automaticamente e se desabilita a uma velocidade menor que 15 km/h. Independentemente da ativação do ACC, o motorista tem total autonomia para acelerar ou frear, bastando usar os pedais para isso. Ou seja, o condutor tem sempre o domínio do veículo.Esse equipamento vai mais além do que um piloto automático convencional, que mantém uma velocidade constante do veículo conforme determinado pelo motorista, proporcionando redução do consumo e diminuição do stress do condutor.

“O piloto automático adaptativo reduz o risco de acidentes, trazendo mais segurança para os passageiros, os motoristas e os outros veículos da via”, ressalta Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Graças à atuação de sensores, esse avançado sistema identifica os veículos à frente a partir de 200 metros, mesmo numa situação de neblina, vantagem muito importante nas estações frias do ano, aumentando a segurança e conforto nas estradas. Além disso, pelo fato de atuar automaticamente, o ACC alivia o stress do motorista, que pode se concentrar mais à condução e ao tráfego”.

O piloto automático adaptativo da Mercedes-Benz é indicado para médias e longas distâncias rodoviárias, especialmente para aquelas caracterizadas por retas muito longas e declives acentuados, muito comuns no Brasil e na América Latina. Também é ideal para trechos de serra, com muitas curvas e neblina, pelo fato de identificar veículos à frente e, automaticamente, frear ou acelerar, conforme a situação.

“Com a introdução do ACC, os ônibus rodoviários O 500 passam a oferecer 14 itens de segurança, ficando a critério do cliente escolher o pacote mais adequado a suas demandas e operações de transporte”, diz Walter Barbosa. “Assim como olham com atenção para o desempenho, consumo de combustível e custo operacional, as empresas de ônibus valorizam cada vez mais os itens de tecnologia, conforto e segurança, visando oferecer um serviço de qualidade aos passageiros e que assegure sua satisfação e fidelidade. Nossos ônibus O 500 contribuem cada vez mais para isso, especialmente pela ampla e abrangente oferta de itens de segurança”.

Os recursos dos ônibus Mercedes-Benz no que se refere à redução de consumo e emissões ganham importância em metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro, além de outras grandes cidades do Brasil e da América Latina. Entre essas avançadas tecnologias, incluem-se, ainda, o RKM (sistema de recuperação de energia elétrica) e o EIS (desligamento automático do motor).O gerenciamento inteligente do RKM, cuja principal vocação são os ônibus urbanos, aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.

Com os super capacitores carregados, o RKM disponibiliza uma carga de energia elétrica que normalmente é fornecida pelos alternadores, que são acionados pelo motor do veículo. Ao liberar os alternadores dessa função, o sistema propicia uma economia no consumo de combustível. Nos testes realizados pela Engenharia de Desenvolvimento da Mercedes-Benz, foram registradas economias médias de cerca de 2%. Além disso, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).

EIS (Engine Idle Shutdown) é um inovador sistema de desligamento automático do motor. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor.

Lançamento recente no País, o Pacote “Fuel Efficiency” também ganha evidência na linha Mercedes-Benz. Visando assegurar redução no consumo de combustível para as empresas de transporte rodoviário de passageiros, o “Fuel Efficiency” inclui uma nova parametrização do câmbio automatizado Mercedes PowerShift GO 240, compressor de ar do motor com otimização de energia, gerenciamento eletrônico do ventilador do radiador, aumento de torque para o motor OM 457 LA de 360 cv para 1.850 Nm, sistema Eco Roll na caixa automatizada e o sistema de desligamento automático do motor.

Nova geração de caixas automáticas para ônibus urbanos O 500
Entre as novidades em 2018 para a linha de ônibus urbanos O 500 (articulados e superarticulados), a Mercedes-Benz oferece novas gerações das caixas automáticas Voith DIWA e ZF Ecolife.  Ambas proporcionam redução de até 1,5% no consumo de combustível, além de assegurar menor ruído na operação, trazendo assim mais conforto e bem-estar a bordo.

A caixa automática reduz a pressão de trabalho quando não está em plena carga ou em velocidade de cruzeiro e alivia a carga solicitada ao motor. Além disso, conta com assistente de partida em rampa, retarder incorporado e sensor de inclinação que detecta a topografia.

Nakata amplia linha de conjunto coroa e pinhão para caminhões de até 26 toneladas


A Nakata, fabricante de autopeças com linha de componentes para suspensão, transmissão, freios e motor, apresenta ao mercado de reposição mais quatro itens na linha de coroa e pinhão para aplicação em 48 modelos de caminhões de até 26 toneladas das marcas Ford, Iveco, Volkswagen e Volvo e Agrale.

Com estes lançamentos, a Nakata complementa a linha de conjunto de coroa e pinhão, que até então era voltada para veículos de até 9 toneladas, e passa atender também caminhões de maior porte, com até 26 toneladas, entrando em um novo segmento.

Os conjuntos de coroa e pinhão são destinados a modelos de eixos utilizados nos principais caminhões de frota circulante, sendo que um único partnumber tem aplicação para até 5 marcas de veículos diferentes. Os códigos dos lançamentos são: ND01038 para eixos modelo MR/MS 145 (39x8 dentes), ND01039 atende MD 145 (37x7 dentes), ND01040 é para MR/MS 145 (37x7 dentes) e ND01041 tem aplicação no eixo MD 145 (39x8 dentes).

Para garantir durabilidade e resistência, as engrenagens da coroa e pinhão da Nakata são fabricadas em aço e contam com avançado processo de endurecimento de superfície para garantir durabilidade e resistência ao conjunto e índices mínimos de ruídos e vibrações na transmissão de força para as rodas. O pinhão acompanha porca para a maioria das aplicações com autotravamento para montagem, garantindo segurança na fixação.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

EMBRAER E190-E2 POUSA PELA PRIMEIRA VEZ NO AEROPORTO LONDON CITY


Na manhã da última sexta-feira, uma aeronave E190-E2, da Embraer, pousou pela primeira vez no Aeroporto de London City (LCY), na capital britânica. O avião da frota de testes da Embraer fez escala no local durante o trajeto para o Farnborough Air Show, na próxima semana. A nova aeronave, a mais silenciosa e eficiente em sua categoria, entrou em serviço em abril deste ano. A visita demonstra a importância da Embraer em oferecer capacidade operacional às companhias aéreas e a intenção da empresa em trabalhar com o aeroporto para certificar o E2, com o objetivo de atender demandas de clientes, o que provavelmente aumentará a conectividade regional do LCY.


“O Aeroporto de London City é como se fosse nossa casa. Para qualquer lado que se olhe é possível ver uma aeronave da Embraer. Nesse sentido, trazer a nova geração de jatos da Embraer para esse importante centro europeu, é um grande momento para nós”, disse Arjan Meijer, Chief Commercial Officer, Embraer Aviação Comercial. “Sabemos que os passageiros irão adorar a nova aeronave, sem os assentos do meio e com maiores compartimentos internos de bagagens, enquanto os moradores de Londres vão apreciar o baixíssimo nível de ruído e de emissões da aeronave.”
“Recepcionar o E2 da Embraer pela primeira vez no Aeroporto de London City é um marco para a certificação e subsequente operação comercial no aeroporto mais central de Londres. A primeira geração de E-Jets foi essencial para o nosso crescimento, tanto que três quartos de todos os passageiros pousam ou decolam de uma das aeronaves Embraer. Continuamos com uma transformação de 480 milhões de libras, com conclusão prevista para 2022, e o E2 possui um enorme potencial para o aeroporto, com capacidade comprovada de operar com menos ruído, menor emissão e mais eficiência em termos de consumo de combustível. Isso possibilita abrir novos destinos, proporcionando benefícios significativos para nossas companhias aéreas, passageiros e vizinhos”, diz Richard Hill, Chief Commercial Officer do Aeroporto de London City.

O Aeroporto de London City é o mais central da cidade, conhecido pela conveniência e rapidez na experiência do cliente. A localização faz com que as aeronaves tenham que ser compatíveis com a restrição de aproximação íngreme e pista curta. As aeronaves da Embraer são bem adaptadas para essa situação e têm operado no LCY desde 2009, quando a companhia BA Cityflyer iniciou voos com o E170. As aeronaves da Embraer foram responsáveis por quase 60% das partidas do LCY em 2017.
Em testes de certificação, os números da EASA (Agência Europeia para a Segurança da Aviação, na sigla em português) confirmaram que o E190-E2 tem o menor nível de ruído entre as novas aeronaves de corredor único. Se esse desempenho puder ser replicado no ambiente operacional de London City, o E190-E2 atenderá às restrições mínimas de ruído estabelecidas pelo novo Programa de Categorização de Ruído de Aeronaves (ANCS, em inglês), que será totalmente implantado no próximo ano.

JOGOS DE PNEUS SELECIONADOS POR PILOTO PARA O GRANDE PRÊMIO DA ALEMANHA

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) informou à Pirelli as escolhas de pneus de cada equipe para o Grande Prêmio da Alemanha, que será realizado entre os dias 20 e 22 de julho de 2018


Jovens pilotos testam carro da Fórmula Academy Sudamericana


A poucos dias do início da temporada 2018 da Fórmula Academy Sudamericana, três jovens pilotos estiveram no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR), e realizaram três dias de testes com o carro da categoria. Os cariocas Leandro Guedes e Matteo Molo e o paulista Pedro Burger completaram o cronograma de treinos de olho na abertura do campeonato, prevista para acontecer dias 21 e 22 de julho no mesmo circuito paranaense.

Dos três, Guedes é o que possui mais experiência com o chassi Signatech, uma vez que disputou a temporada de 2015 e parte da de 2016. “É muito bom voltar a acelerar um carro da Fórmula Academy Sudamericana. Conheço bastante o monoposto, ganhei uma corrida em El Pinar há três anos e não vejo a hora de estar no grid novamente”, afirma o piloto. “Mesmo tendo experiência com o carro, é muito importante participar dos testes para apurar os reflexos e, claro, sempre melhorar. Acho que principalmente o foco e a mentalidade evoluíram”, relata.

Para Matteo Molo, a experiência de participar de três dias de testes vai ajudá-lo muito na adaptação ao carro e à categoria. “Achei o carro muito interessante. Estou aprendendo aos poucos e esses testes em Londrina me ajudaram bastante na evolução. Gostei da pista, existem curvas “cegas” e de alta velocidade, que não estou acostumado. Senti um pouco de dificuldades, mas nada que vai me atrapalhar. Agora é me preparar mentalmente para a primeira etapa”, diz Molo.

O paulista Pedro Burger também avaliou positivamente o seu desempenho nos treinos. "Fui melhorando volta após volta e gostei demais do sistema de aquisição de dados. Trabalhamos bastante com as informações e a cada saída percebia que estava evoluindo. É um carro muito divertido de guiar e que proporciona um bom aprendizado", afirma Burger.

O diretor da categoria, Gerardo 'Tato' Salaverría, destaca o bom desempenho do trio e espera bastante competitividade na primeira rodada dupla. "Eles foram bem. É nítida a evolução deles e acredito que estarão bem preparados para as atividades oficiais. Foram aos poucos se adaptando às condições da pista e ao carro. O objetivo agora é descansar e se preparar mentalmente para os treinos e corridas", explica Salaverría.

A Fórmula Academy Sudamericana retorna  a Londrina para a primeira etapa do campeonato. Na sexta-feira acontecem os três primeiros treinos livres. No sábado, mais dois treinos livres e a classificação. As duas corridas acontecem no domingo.