sábado, 16 de dezembro de 2017

JAGUAR F-PACE CONQUISTA CINCO ESTRELAS NOS TESTES DE SEGURANÇA DA EURO NCAP

O Jaguar F-PACE, SUV eleito World Car of The Year 2017, conquistou cinco estrelas nos últimos testes de segurança realizados pela Euro-NCAP.

O SUV de performance esportiva obteve 93% para proteção de ocupantes adultos, 85% para proteção de ocupantes infantis e 80% para proteção de pedestres.

Combinando um design premiado, engenharia inovadora e, agora também, uma classificação de segurança de cinco estrelas, o Jaguar F-PACE torna-se um dos melhores carros premium para famílias disponíveis no mercado. Este resultado também confirma o status de segurança atual da família PACE, após o recente prêmio de cinco estrelas para o novo SUV compacto E-PACE

O F-PACE possui várias tecnologias de segurança avançadas, como o Frenagem Autônoma de Emergência com Detecção de Pedestre como item de série, que identifica um risco de colisão com carros ou pedestres à frente e aplica automaticamente os freios. Nos testes, o sistema marcou pontos máximos em testes de pedestres, além de evitar ou mitigar todos os cenários interurbanos.

O F-PACE tornou-se o Jaguar com vendas mais rápidas de todos os tempos, com o 100.000º veículo recentemente produzido na fábrica da Solihull da Jaguar Land Rover. O SUV já recebeu mais de 70 prêmios globais, incluindo os títulos de World Car of the Year e World Car Design of the Year em 2017.

O Jaguar F-PACE possui uma arquitetura intensiva em alumínio, com seis airbags que oferecem máxima segurança aos ocupantes, aliados a um conjunto de sistemas avançados de assistência ao condutor. A combinação de medidas de segurança ativas e passivas ajudou a fornecer uma classificação geral do Euro NCAP de 85%.

Frenagem autônoma de emergência com identificação de pedestre: fornece um aviso sonoro de perigo de colisão dianteira e, se o motorista não agir, aplica os freios para ajudar a reduzir a gravidade de uma colisão ou evitá-la.



Detecção de Tráfego à frente: é capaz de identificar itens que atravessam o caminho do veículo. Em seguida, fornece um aviso visual na tela central quando um perigo potencial é identificado.


Controle de Cruzeiro Adaptativo com Assistente de Fila: reduz automaticamente a velocidade se o veículo à frente também reduzir. Uma vez que a estrada à frente estiver livre, ele retoma a velocidade predefinida.



Assistente de Faixa de Rodagem detecta uma saída da pista involuntária e aplica uma contra-direção corretiva para manter a posição na faixa.



Monitoramento de Tráfego Reverso: avisa o motorista de veículos, pedestres ou outros perigos que se aproximam de cada lado do veículo, por meio de alertas de áudio e visuais.



Monitor de Fadiga do Motorista: detecta a fadiga do motorista por meio do monitoramento de direção, freio e acelerador, fornecendo alertas quando o cansaço é detectado.



Assitente de Ponto Cego: alerta o motorista sobre os veículos que estão – ou que se aproximam rapidamente – do ponto cego com uma luz de advertência piscando e guiará o carro com segurança, se o veículo começar a mudar de faixa.

20º Porsche Racing Festival encerra com sucesso a temporada 2017 do Porsche Club Brasil

A temporada 2017 do Porsche Club Brasil chegou ao fim com a realização do 20º Porsche Racing Festival no Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu-SP, nos dias 8 e 9 de dezembro. Os participantes tiveram oportunidade de colocar na pista seus Porsches esportivos (911, Boxster e Cayman) e também de avaliar o comportamento do Cayenne S E-Hybrid no fora de estrada, durante a ação especial Cayenne Splash Off Road.

Todas as atividades competitivas aconteceram ao longo dos dois dias de evento. No asfalto, os concorrentes tiveram dois dias com baterias de treinos livres (três para cada grupo) e, no final da tarde, a realização da prova Flying Lap, em que cada piloto tem três voltas para marcar tempo em sua categoria. O resultado final foi definido pelo melhor tempo do piloto, independente do dia em que o tempo foi obtido.

Paralelamente, foi realizado o Cayenne Splash Off Road, uma ação especial exclusiva para os pilotos das equipes inscritas no campeonato Porsche Club Cup. O Cayenne Splash Off Road aconteceu no circuito de terra do Velo Città, uma pista com obstáculos diversos como rampas, atoleiros, trechos acidentados e curvas inclinadas. Cada equipe fez o percurso uma vez, a bordo de um Cayenne S E-Hybrid. O objetivo da competição era derramar o mínimo possível da água contida em uma caixa de acrílico colocada sobre o teto do carro. No final, deu empate, com duas equipes (CAP e Eagle's Team) dividindo a vitória.

Nos intervalos dos treinos, um Porsche muito especial esteve na pista: o 911 GT3 R, carro de corrida vencedor do Campeonato Brasileiro de Endurance de 2017. 

Pilotado por Marcel Visconde e Ricardo Mauricio, o 911 GT3 R obteve quatro vitórias e um segundo lugar nas seis etapas disputadas. Nos boxes, o 911 GT3 R dividia as atenções com modelos de rua como o 718 Boxster S, o 911 Turbo, o Panamera 4 E-Hybrid e dois 911 Carrera. Também estavam em exposição dois exemplares clássicos: um 911 Carrera Cabriolet 1997 e um 911 Carrera 4S cupê 1996 (um dos dois únicos no Brasil equipados com kit que aumentava a potência de 285 para 295 HP).

Durante os dois dias, os lounges (um localizado nos boxes e outro no camarote, no andar superior) receberam um grande número de convidados, inclusive mulheres e crianças que puderam se entreter com os Porsches e também com atividades como simulador de corridas, mini spa e massoterapia. As crianças menores tinham diversos desenhos de Porsche para pintar com lápis de cera. Os convidados (exceto os menores de 18 anos) puderam dar duas voltas na pista durante a Porsche Parade, que reuniu todos os carros da marca presentes ao autódromo.


Tanto a Flying Lap quanto o Cayenne Splash Off Road contaram pontos para a Porsche Club Cup, campeonato de equipes formadas pelos participantes dos eventos do Porsche Club Brasil. Sagrou-se campeã a equipe Gulf, com 471 pontos, seguida pela Eagle’s Team (447), Handicap (371), Speedster (356) e, fechando os cinco primeiros lugares, TAG Porsche (339).

Ícone do esporte, Paulão Gomes realiza sonho: correr ao lado do filho, também campeão da Stock Car

Paulo Gomes é o maior campeão do automobilismo brasileiro, com um total de 15 títulos nacionais, quatro deles somente na Stock Car. Mesmo assim Paulão, como é conhecido, ainda tem um sonho a realizar: dividir o volante de um carro de competição com o filho mais novo, Marcos Gomes, que seguiu os passos do pai para também ser campeão da principal categoria nacional, em 2015. Amanhã (17), em Interlagos, a dupla defenderá a equipe Hero Motorsports durante a nona etapa da Old Stock Race, categoria que utiliza os mesmos modelos Opala empregados pela Stock Car nos anos em que Paulão dominava os autódromos.

Paulo de Mello Gomes foi campeão em 1979, 1983, 1984 e 1995, nos últimos anos em que a Stock Car ainda guardava resquícios da aura romântica do início do automobilismo brasileiro. O Old Stock da dupla pai e filho ostentará o famoso número 22 com o qual o patriarca da família venceu dezenas de corridas em várias pistas do país e nas mais diversas categorias. Com um estilo “marrento”, muita ousadia e habilidade, o experiente piloto da Hero Motorsports ainda hoje permanece como referência de coragem ao volante para as novas gerações. “É um privilégio ter um pai que escreveu essa história e será emocionante entrar na pista junto com ele. Nunca fizemos isso e certamente será algo marcante, que vamos guardar para sempre na memória”, diz Marcos Gomes.

Apesar da longa carreira, na qual viveu as mais diversas situações, Paulo Gomes diz que o próximo domingo é um dos dias mais aguardados de sua carreira. “Para um piloto, dividir o volante com um filho é algo quase inimaginável. Essa é uma coisa que a gente começa a vislumbrar somente quando a carreira dele decola. Então, é um objetivo sempre distante. Mas vai acontecer no domingo, e será sensacional”, diz Paulão. “Entre todos os companheiros de equipe que tive, ele certamente será o melhor. Sou fã dele”, brinca o tetracampeão da Stock Car.

60 anos do Campeonato Paulista – A exibição da dupla Paulão e Marquinhos Gomes também visa chamar a atenção para os 60 anos do Campeonato Paulista de Automobilismo. Uma das mais antigas competições regionais do Brasil, o torneio revelou – seja em sua versão de autódromo ou de kartódromo – grande parte dos principais pilotos do país. “O Paulista trouxe muita gente boa para a pista”, diz Paulão. “E também sempre foi usado para treino e desenvolvimento dos carros preparados pelas equipes para disputar os torneios nacionais. É o maior campeonato regional do Brasil, dá emprego para milhares de pessoas e certamente é o mais importante torneio estadual que temos. Por isso, acho que merece que essa data seja lembrada para que o público valorize o Campeonato Paulista e nós possamos ter mais 60 anos de muitas boas corridas pela frente”, completa o tetracampeão da Stock Car.



sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Audi vence duas categorias do Prêmio Top Car TV 2017

A Audi saiu vencedora de duas categorias do Prêmio Top Car  2017, entregue na noite desta quarta-feira (13), em São Paulo. 

O Q5 levou o troféu como Melhor Utilitário Esportivo acima de R$ 101 mil, superando Chevrolet Equinox, Honda HR-V, Jeep Compass, Mercedes-Benz GLA e Peugeot 3008. 

Já o A5 Sportback foi eleito o Melhor Carro Importado, concorrendo com Chevrolet Camaro, Ford Fusion, Mercedes-AMG GT-R, Toyota Prius e Volvo XC60. Em 16 edições do evento, essa categoria foi vencida pela Audi em 10 oportunidades.

“Temos muito orgulho de oferecer no mercado brasileiro carros que são referência em suas categorias em termos de tecnologia e desempenho, sendo reconhecidos não só pelos nossos clientes, mas também esse consagrado time de jornalistas especializados no setor automotivo”, afirma Roberto Braun, Diretor de Relações governamentais da Audi do Brasil.

Lançado no país em julho, o A5 Sportback já acumula cinco prêmios no país: Carro Premium do Ano (Autoesporte), Melhor Importado da América Latina (Americar), Carro Premium/Luxo (L’Auto Preferita) e Melhor Carro Importado (Car Awards e Top Car TV). O modelo traz motor 2.0 TFSI de 190 cv (Attraction e Ambiente) ou 252 cv (Ambition e Ambition plus), além de oferecer muita tecnologia a bordo, como o painel digital Audi virtual cockpit e o sistema traffic jam assist, que pode assumir o controle do veículo em velocidades de até 65 km/h quando o trânsito está congestionado.

Com as mesmas tecnologias, o Q5, que desembarcou no mercado brasileiro em agosto, é equipado com um 2.0 TFSI que desenvolve 252 cv de potência. O SUV chega aos 100 km/h em 6,3 segundos e sua velocidade máxima é de 237 km/h.


MWM FORNECE MOTORES MAR–1 PARA 100% DA LINHA DE PULVERIZADORES DA PULVERJET

A MWM, fabricante independente de motores diesel líder no Mercosul, expande acordo com a PULVERJET – fabricante de máquinas e equipamentos para pulverização agrícola. As empresas são parceiras há 5 anos.

A expansão do acordo entre as empresas se dá pelo lançamento da linha de pulverizadores autopropelidos PULVERJET, anteriormente já equipados com motores MWM da Série 10, com 180cv não emissionados, que passarão a contar com os propulsores da família Acteon, Série 12 de 220cv e que atendem a legislação MAR-I. Os nomes das aplicações serão as 4 já conhecidas PULVERJETTD, PULVERJETPCTA, PULBVERJETPCT e PULVERJETHD.

Os novos motores já em versões compatíveis com a legislação de emissões MAR-I, vigente para máquinas agrícolas a partir deste ano, contam com mais potência, redução no consumo de combustível, aumento no intervalo de troca de óleo e elevação do torque backup, e o primeiro lote de motores será fornecido à PULVERJET ainda este ano.

Com o novo acordo, a MWM amplia sua participação neste segmento, passa a equipar todas as linhas de máquinas da montadora, e espera fortalecer e ampliar sua parceria de sucesso com a PULVERJET.


Segundo a montadora, neste novo projeto a PULVERJET contou com o fornecimento da eletrônica Verion que possibilitou a integração das informações do motor e tarefas de controle de aplicação dentro de um mesmo equipamento. 

Resultando em maior simplicidade do sistema e facilidade de operação para o usuário. O computador acessa os dados do motor através da rede CANBUS e J1939 e apresenta as informações em forma gráfica e colorida, também leva um registro das ações de manutenção e permite diagnostico de falhas. O novo projeto foi um grande passo para a PULVERJET, esta tecnologia abre uma gama de opções para desenvolvimento de novas funcionalidades que venham facilitar o serviço do usuário.

Recall Lexus CT 200h

Defeito apresentado: Foi constatada a possibilidade de haver uma falha na solda entre o tanque de combustível e o tubo de entrada do bocal de abastecimento.

Riscos e implicações: Caso exista a falha mencionada acima, há risco de vazamento de combustível e, consequentemente, de incêndio, que poderá causar danos materiais, lesões físicas graves e até mesmo fatais aos ocupantes do veículo e terceiros.

Medidas corretivas: A partir de 22 de janeiro de 2018, a Lexus promoverá a substituição do conjunto do tanque de combustível. O tempo de reparo é de aproximadamente 3 horas e 30 minutos.

Locais de atendimento e agendamento: Os proprietários deverão entrar em contato com a Rede de Concessionárias Autorizadas ou pelo endereço eletrônico https://www.lexus.com.br/pt/contact-us/book-a-service.html para agendamento prévio do reparo. A relação de concessionárias autorizadas para atendimento está disponível no site www.lexus.com.br.

Modelo
Data de fabricação
Chassis envolvidos
Código alfanumérico
Últimos 8 dígitos do chassi
Lexus CT200h
25/11/2016 a 03/02/2017
JTHKD5BH*
H2293851 - H2299234

Nissan desenvolve lava-rápido em miniatura para garantir qualidade e durabilidade da pintura automotiva



No Centro Tecnológico da Nissan América do Norte, em Michigan, um curioso equipamento cumpre uma função bastante especial. Com tamanho e formato de uma pipoqueira, um lava-rápido em miniatura é equipado com uma escova giratória que contém cerdas vibratórias azuis. Apesar de o funcionamento ser divertido de observar, a máquina é altamente especializada, permitindo que os engenheiros testem amostras de tinta para garantir que a pintura externa dos veículos Nissan seja capaz de enfrentar as condições severas impostas pela lavagem automática.

Muito antes de um modelo da Nissan chegar ao pátio da concessionária, os engenheiros da marca asseguram que cada cor de carroceria disponível vai continuar a ter um aspecto excelente, mesmo se o cliente submeter o seu 370Z ou Altima aos rigores de uma lavagem automática.

Para imitar um ciclo de lavagem automática, o lava-rápido em miniatura da Nissan gira a escova a aproximadamente 180 rpm. Enquanto jatos potentes esguicham água, as cerdas se chocam bruscamente contra a amostra de pintura. Já a "Poeira de Testes do Arizona" imita as condições de abrasão e aspereza enfrentadas em condições reais.

No vídeo, um modelo em escala 1:16 de um 370Z foi criado apenas para fins de ilustração. Em um teste real, a tinta da Nissan é aplicada em placas retangulares, como a amostra na cor amarela que aparece nas fotos. Estas são posicionadas no lava-rápido em miniatura e testadas inúmeras vezes, para garantir que o acabamento da carroceria tenha durabilidade e qualidade premium.

PACCAR Parts apresenta promoção “A Hora é Agora”

A PACCAR Parts traz para o mercado a promoção “A Hora é Agora”. São diversas peças das linhas Genuínas DAF e Multimarcas TRP com até 30% de desconto, como válvula magnética ABS, filtro do ar condicionado, modulador de transmissão, entre outras. 

“É a última promoção do ano e estamos oferecendo preços competitivos para os clientes aproveitarem este período e fazerem manutenção nos caminhões. 

Já investimos mais de R$100 milhões no desenvolvimento da linha TRP e não vamos parar por aí. Para 2018 estamos preparando ainda mais promoções e lançamentos para que os clientes conheçam e confiem na qualidade dos nossos produtos”, diz Carlos Tavares, Diretor de PACCAR Parts.  

A promoção é válida até o dia 31 de dezembro em todas as concessionárias da rede DAF Caminhões Brasil, tanto para caminhões DAF como de outras marcas. Para saber qual a concessionária mais próxima e conhecer mais sobre a PACCAR Parts acesse o site.

Armatti Yachts, Fishing Raptor e Triton Yachts confirmadas para o Rio Boat Show 2018

A Marina da Glória, no Rio de Janeiro, receberá de 14 a 22 de abril os principais modelos e novidades de 2018 das consagradas marcas Armatti Yachts, Fishing Raptor e Triton Yachts. Já estão confirmados para o Rio Boat Show os modelos: Armatti 360 Coupe, Fishing 330 ST e Triton 440 Fly, , além de lançamentos que serão divulgados em breve pelas marcas.

Outra novidade será a ampliação dos espaços para exposição das marcas durante o Rio Boat Show. A Triton Yachts terá um estande exclusivo para mostrar quatro de suas lanchas. A Armatti Yachts e a Fishing Raptor também serão apresentadas em estande próprio em outra área privilegiada.

“Apesar de cada marca ter características próprias, todas se destacam pela qualidade construtiva, design, desempenho, navegabilidade e aproveitamento de espaços, além de possibilidades de personalização, o que as tornam bem aceitas pelo mercado brasileiro e no exterior. Temos ótimas expectativas para o evento e para o ano de 2018 e, por esse motivo, tornamos ainda mais expressiva a nossa participação”, explica um dos diretores das marcas Allan Cechelero.

Armatti 360 Coupe
A marca Armatti Yachts, uma evolução dos consagrados barcos da Armada, já conquistou o mercado pelo design moderno e esportivo e configuração de seus espaços. A lancha de 36 pés com hardtop tem 11 metros de comprimento com capacidade para 12 pessoas durante o dia e 4 para pernoite.

Fishing 330 ST
As embarcações de alta performance da Fishing Raptor são ideais para passeios e esportes aquáticos. A Fishing 330 ST é uma das mais procuradas da marca no país. Casco resistente para navegar grandes distâncias com conforto para pernoite são diferenciais.

Triton 440 Fly
A clássica Triton 440 chama a atenção pela amplitude dos espaços interiores e exteriores, imponência no design e qualidade dos móveis e acabamentos. Ideal para lazer em família, tem 13,4 metros de comprimento, capacidade para 14 pessoas durante o dia e 4 para pernoite.

Mercado náutico: expectativas positivas para 2018
Segundo o diretor técnico do Grupo Náutica/Rio Boat Show Márcio Dottori, as expectativas são positivas para o mercado náutico em 2018.

“Uma métrica para saber se o mercado náutico vai bem é observar como tem se saído o setor automobilístico e a construção civil. Como eles já apresentaram uma retomada nos últimos meses há boas expectativas para o próximo ano porque, normalmente, um barco é um item que a pessoa procura comprar após já ter um bom carro e um imóvel”, avalia Dottori.

“Temos recebido nos últimos meses muitos contatos de clientes e pessoas interessadas em comprar seu primeiro barco, trocar de embarcação ou comprar um segundo barco. Isso, além de demonstrar que o mercado está retomando as suas movimentações e negócios, é um reflexo da qualidade dos nossos produtos e da solidez das nossas marcas no setor náutico”, destaca  Allan Cechelero.

“Projetamos um crescimento de 20% na produção de embarcações para os próximos meses em relação à temporada anterior e acreditamos em efetivação de bons negócios durante o Rio Boat Show”, complementa.


Em sua 21ª edição, o Rio Boat Show homenageará os 60 anos da bossa nova, gênero musical brasileiro que nasceu na capital fluminense. Também está em sua programação desfile de iates além do Espaço dos Desejos.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Fernando Calmon - Alta Roda - Jogo de cena

Alta Roda nº 971/321 30– 1414 023– 0oda nº852/1211508– 2oda nº851/2017


Fernando Calmon
Duas boas notícias brindam este fim de ano e resolvem – ou pelo menos indicam caminhos para – algumas pendências legislativas sobre assuntos de alto interesse para os consumidores de veículos, os fabricantes, os três níveis de governo e os cidadãos comuns, incluídos os não motorizados. Os temas são sensíveis: emissões e segurança passiva/ativa. 

Esta Coluna sempre defendeu a Inspeção Técnica Veicular (ITV) de forma integrada, ou seja, um único centro de controle capaz de verificar simultaneamente itens ligados à poluição atmosférica e aqueles vitais para circulação segura. Inspiração é o modelo europeu bastante testado, a custos suportáveis e vigente por mais de meio século. Parece surreal que o Código de Trânsito Brasileiro, desde 1997, tenha previsto um programa nacional de inspeções e “apenas” 20 anos depois tenha sido regulamentado. 

O Estado do Rio de Janeiro criou um arremedo de ITV, a partir de 1998, mas sempre foi algo polêmico e sem grande rigor técnico. Agora, a Resolução 716 do Contran estabelece a data de 31 de dezembro de 2019 para todos os governos estaduais iniciarem as inspeções. O prazo parece bem apertado e é improvável que os 26 Estados e o Distrito Federal cumpram integralmente o cronograma. 

Persistem algumas dúvidas. As inspeções serão bienais e a partir do quarto licenciamento (veículos com mais de três anos de uso). No Rio de Janeiro é anual e teria, em teoria, de se ajustar. Também faltam esclarecimentos sobre periodicidade menor para motocicletas (por seu uso intensivo) e veículos leves a diesel (limites frouxos de emissões). Precisaria ainda uma campanha de esclarecimento para convencer muitos motoristas de que o valor da tarifa compensaria os gastos com a falta de manutenção preventiva. Por fim, possibilitaria algum grau de renovação da frota em médio prazo. 

Ainda mais importante é a Resolução 717. Trata de uma previsão sobre itens de segurança que passarão a ser exigidos de todos os veículos novos importados ou produzidos no Brasil. Finalmente há uma iniciativa de racionalidade e, acima de tudo, de previsibilidade em um campo onde o País precisa avançar. No total são 38 regulamentações, de diferentes níveis de complexidade, porém respeitarão prazos rígidos de estudos e posterior implantação. 

Estaria aberta, assim, a possibilidade em médio termo de um racional e efetivo Brasil NCAP (sigla, em inglês, para Programa de Avaliação de Veículos Novos), outra bandeira desta Coluna. Com uma frota de mais de 42 milhões de veículos leves e pesados, que continuará a se expandir ainda por muito tempo, é perfeitamente factível criar um roteiro de médio e longo prazos. O objetivo está claro: adequar nível maior de segurança aos volumes de produção que promoveriam uma relação harmoniosa entre custos, escala econômica e, principalmente, dentro do poder aquisitivo de quem compra os veículos. 

Não basta oferecer modelos mais seguros. Eles precisam estar dentro da realidade do mercado nacional (ou regional, no caso Mercosul). Exigências em países desenvolvidos servem de parâmetro, mas tentar replicá-las aqui por mero voluntarismo trata-se apenas de jogo de cena. 

RODA VIVA

OTIMISTAS dessa vez acertaram. Anfavea admite que as vendas ao mercado interno, a partir dos números consolidados até novembro, deverão crescer 10%, acima de sua previsão de 7,3% para 2017. No mês passado a média subiu para mais de 10.000 emplacamentos/dia e estoques se mantiveram dentro da normalidade: 34 dias. Só nível de financiamentos ainda preocupa. 

EXPORTAÇÕES, por sua vez, continuam batendo recordes seguidos. Este ano devem crescer cerca de 50% sobre 2016, o que impulsionou a produção e a recuperação de empregos. Até meados de 2018 todos os funcionários em layoff (suspensão temporária de trabalho) voltarão aos seus postos. Para o próximo ano já se fala em crescimento de até 15% do mercado. 

KWID pode demorar ainda alguns meses para se consolidar no mercado de subcompactos, porém continua com ótima relação preço-benefício. Internamente, um pouco estreito e rústico no acabamento. Porta-malas muito bom, mas tanque de combustível é pequeno. Faltam apoio para pé esquerdo e pouco mais de “peso” no volante. Desempenho coerente com a proposta. 

POLO foi eleito Carro do Ano 2018 pela revista Autoesporte. Outros vencedores: Audi A5 (Carro Premium); BMW Série 5 (Carro Superpremium); Nissan Frontier (Picape); Ford 1,5 3-cilindros, do EcoSport (Motor abaixo de 2 litros) e Chevrolet Ecotec, do Equinox (Motor igual ou acima de 2 litros). No total, 29 jornalistas e engenheiros votaram nessa 51ª edição do prêmio. 

SSANGYONG ainda não fixou preços para os quatro produtos que chegam a partir de março. Três SUVs e uma picape, no entanto, têm faixas de preços estimados bem competitivas. Importadora Venko espera comercializar até 10.000 veículos/ano (incluído novo Rexton), sem fixar datas. Com 30.000 veículos/ano seria possível pensar em operação CKD. 


PERFIL
Fernando Calmon (fernando@calmon.jor.br), jornalista especializado desde 1967, engenheiro, palestrante e consultor em assuntos técnicos e de mercado nas áreas automobilística e de comunicação. Sua coluna automobilística semanal Alta Roda começou em 1999. É publicada em uma rede nacional de 85 jornais, sites e revistas. É, ainda, correspondente no Brasil do site just-auto (Inglaterra).

Siga também através do twitter:  www.twitter.com/fernandocalmo fernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2


Campo de Provas da Bridgestone no Brasil comemora 20 anos

A Bridgestone está comemorando 20 anos de operações do seu campo de provas no Brasil. Com sede na cidade de São Pedro - SP, o centro de testes foi planejado para atuar no desenvolvimento de todos os tipos de pneus da companhia e realizar avaliações completas de veículos automotivos. 

Desde a inauguração do campo, foram avaliados no local mais de 3.000 veículos em 10.800 jogos de pneus de carros de passeio, caminhonetes e caminhões.  
  
As avaliações técnicas são feitas com testes práticos e de forma padronizada nas diversas pistas do campo de provas. O centro técnico possui a pista de frenagem e hidroplanagem que são utilizadas para medições de distância de parada e aquaplanagem em linha reta e em curva. Já a pista de dinâmica veicular, ruído, vibração e aspereza são para testes do comportamento dos pneus na dinâmica do veículo, conforto e ruído. Enquanto a pista de dirigibilidade serve para avaliar o comportamento dos pneus no veículo em condições de velocidade acentuada em curvas.  

O centro técnico possui estrutura equipada e com 28 aplicações diferentes de superfícies para ruído e conforto, apresentando características técnicas e climáticas que simulam as condições locais e internacionais, a fim de assegurar o desempenho adequado dos pneus para o mercado brasileiro e de exportação.

A unidade realiza cerca de quatro testes por semana e recebe pneus de todas as fábricas da Bridgestone do Brasil, além das outras unidades da América do Sul. Sua localização é central para as principais indústrias automotivas do Brasil e suas instalações estão 100% adaptadas aos testes obrigatórios do Programa Brasileiro de Etiquetagem que indicam a resistência ao rolamento, aderência ao molhado e ruído.


Produção de Motos aumenta em novembro e indústria já se prepara para crescimento de 5% em 2018

As montadoras de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) comemoram o avanço no volume de produção em novembro. 

Dados da ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, mostram que foram fabricadas 83.106 motos no mês, alta de 5,6% na comparação com outubro (78.670) e de 18,2% na confrontação com o mesmo mês do ano passado (70.320).

Apenas o desempenho do acumulado ainda apresenta pequena queda. Nos onze meses de 2017 saíram das linhas de produção 813.868 motos, recuo de 4,8% sobre o mesmo período de 2016 (854.839). 

Contudo, os números dos últimos dois meses contribuem para que estas empresas fechem o ano com leve aumento nos volumes de produção, devendo alcançar o patamar de 890 mil – similar ao de 2016. E este cenário faz com a que as projeções para 2018 sejam de crescimento. De acordo com informações da entidade, a tendência para o próximo ano é de retomada, com aumento de 5,1% no volume de produção. 

“Este cenário confirma que teremos pela frente um ano com resultados mais positivos e o início da retomada da indústria de motocicletas”, diz Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Vendas no Atacado e Exportações
As vendas realizadas no atacado – para as concessionárias – também foram superiores em novembro, com 73.069, aumento de 5% na comparação com outubro (69.620) e de 23,4% na confrontação com o mesmo mês do ano passado (59.194). No entanto, nos onze meses de 2017 ainda há o recuo de 7%: de janeiro a novembro deste ano foram repassadas às lojas 746.039 unidades contra 802.127 no mesmo período de 2016.

As exportações fecharam em leve queda de 1,1% em novembro na comparação com outubro: 7.677 unidades e 7.761, respectivamente. No entanto, na verificação com novembro de 2016 (3.957) a alta foi de 94%.

No acumulado até novembro, os embarques de motos para outros países aumentaram 41,9%, com 74.682 neste ano e 52.620 em 2016. A Argentina foi o principal destino neste período, com 65,4% de participação, seguida da Colômbia, com 9,5%.

Recorde em Scooters
Dados da Abraciclo mostram também que houve um recorde histórico de vendas de Scooters em 2017. Com 53.284 unidades vendidas até novembro, o nicho supera os números de 2014: 42.491 unidades, que era o maior volume desde então. A expectativa é que este segmento feche este ano com 58.600 unidades, o que significa alta de 57,1% na comparação com o ano passado (37.293).

“O segmento de Scooters é um dos que mais crescem e superou até o de alta cilindrada que havia sido destaque nos últimos anos”, comenta Marcos Fermanian.

Emplacamentos
Com base nos licenciamentos registrados pelo Renavam, as vendas para o varejo totalizaram 65.277 unidades em novembro, queda de 4,3% sobre as 68.236 motocicletas emplacadas em outubro. Na comparação com novembro do ano passado* (69.122 unidades) foi verificada queda de 5,6%. E no acumulado dos onze meses do ano de 2017 houve redução de 5,5%: 773.576 licenciamentos em 2017 e 818.597 no ano passado.

A média diária de vendas em novembro ficou em 3.264 unidades, o que aponta estabilidade na comparação com as 3.249 motos licenciadas por dia em outubro. Contudo, na comparação com novembro do ano passado (3.456) ocorreu queda de 5,6%.

(*) Foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015.
    
PROJEÇÃO 2017

2016
2017
Qtde
Var %
Produção
887.653
890.000
+ 2.347
0,3%
Atacado
858.120
813.000
-46.120
-5,4%
Varejo
899.793
847.000
-52.793
-5,9%
Exportação
59.022
83.000
+ 23.978
+ 40,6%
        Fonte: Abraciclo / Associados

PROJEÇÃO 2018

2017
2018
Qtde
Var %
Produção
890.000
935.000
+ 45.000
+ 5,1%
Atacado
813.000
850.000
+ 37.000
+ 4,6%
Varejo
847.000
865.000
+ 18.000
+ 2,1%
Exportação
83.000
85.000
+ 2.000
+ 2,4%
        Fonte: Abraciclo / Associados