quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Tarcísio Dias - Mecânica Online - Ônibus: Tecnologias para redução do consumo de combustível e de emissões

Quem pensa que o trabalho da engenharia está apenas nos automóveis se engana. Uma das áreas mais importante é o transporte de passageiros, com empresas buscando soluções para oferecer melhor eficiência energética, redução na emissão de poluentes e melhor qualidade do ar.

Novas tecnologias são responsáveis por muitos dos itens que reduzem o consumo de combustível, otimizando o custo operacional para as empresas.

E a Mercedes-Benz segue como uma das marcas mais incetivadoras de produtos com esse alinhamento tecnológico e introduz avançadas tecnologias para os chassis de ônibus da marca.

Já a partir desse mês estará disponível no País o sistema de desligamento automático do motor e, a partir do início de 2018, o inédito módulo de recuperação de energia elétrica, que asseguram mais rentabilidade para as empresas de ônibus.

Com esses dois lançamentos a linha de ônibus da Mercedes-Benz passa a ser uma das mais tecnológicas do Brasil, destacando-se, por exemplo, por 18 avançados itens que garantem um elevado padrão de desempenho, economia, conforto e segurança no transporte de passageiros.

EIS – sistema de desligamento automático do motor - Toda a linha de chassis de ônibus urbanos e rodoviários da Mercedes-Benz será equipada, como item de série, com o EIS (Engine Idle Shutdown), inovador sistema de desligamento automático do motor para o segmento de ônibus.

Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor.

A introdução dessa tecnologia atende a uma demanda crescente das empresas de transporte de passageiros pela redução dos custos operacionais. O sistema EIS, por exemplo, é utilizado com amplo sucesso em ônibus Mercedes-Benz na Europa.

RKM – sistema de recuperação de energia elétrica - Recurso também utilizado nos ônibus Mercedes-Benz na Europa, o sistema de recuperação de energia elétrica RKM estará disponível no Brasil, inicialmente, para os chassis de ônibus articulados e superarticulados da linha O 500, bem como para os modelos O 500 U e M.

O gerenciamento inteligente do RKM aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em potentes super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.

Nos testes realizados pela Engenharia de Desenvolvimento da Mercedes-Benz foram registradas economias médias de cerca de 2%.

Os super capacitores são extremamente eficientes e funcionam com baixa tensão de 24 V. Uma grande vantagem na utilização dessa tecnologia é a rápida recarga desses super capacitores. Com isso, a energia elétrica armazenada pode ser aproveitada imediatamente por qualquer componente que consuma energia, de acordo com a operação do veículo.

Entre as características mais importantes desta tecnologia inovadora também se destaca um benefício para as baterias e os alternadores do veículo, com o prolongamento da vida útil desses componentes. E além da redução do consumo de combustível, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).

Tecnologias que oferecem vantagens em custo operacional
-EIS – sistema de desligamento automático do motor: reduz o consumo de combustível
-RKM – sistema de recuperação de energia elétrica: reduz o consumo de combustível
-Mercedes PowerShift – câmbio automatizado: reduz o consumo de combustível--Top-Brake – freio-motor auxiliar: economiza combustível e diminui o desgaste dos componentes do sistema de freio
-Retarder – sistema auxiliar de freio: diminui o desgaste dos componentes do sistema de freio
-TPMS (Tyre Pressure Monitoring System) – sistema de monitoramento da pressão e temperatura dos pneus: aumenta a vida útil e melhora a eficiência no consumo de combustível

Tecnologias que oferecem vantagens em segurança
-AEBS (Advanced Emergency Braking System) – sistema de frenagem de emergência
-LDWS (Lane Departure Warning System) – sistema de aviso de faixa
-TPMS (Tyre Pressure Monitoring System) – sistema de monitoramento da pressão e temperatura dos pneus: aumenta a segurança na via
-Retarder – sistema auxiliar de freio
-Top-Brake – freio-motor auxiliar
-ABS – sistema anti-travamento
-ASR – sistema de controle de tração
-EBS – sistema eletrônico de freios
-ECAS – suspensão pneumática controlada eletronicamente
-ESP – controle eletrônico de estabilidade
-Freio a disco
-Sistema anti-tombamento
-Eixo ERA direcional: maior estabilidade

Tecnologias que oferecem vantagens em conforto para o motorista
-Mercedes PowerShift – câmbio automatizado
-Câmbio automático Ecolife
-Piloto automático
-ECAS – suspensão pneumática controlada eletronicamente.

Tarcisio Dias é profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, desenvolve o site Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) que apresenta o único centro de treinamento online sobre mecânica na internet (www.cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.
Coluna Mecânica Online® - Aborda aspectos de manutenção, tecnologias e inovações mecânicas nos transportes em geral. Menção honrosa na categoria internet do 7º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade. Distribuída gratuitamente todos os dias 10, 20 e 30 do mês.

Clientes adquirem caminhões VW e MAN com condições especiais na Concrete Show

De 23 a 25 de agosto, a MAN Latin America vai marcar presença na Concrete Show, no São Paulo Expo, em parceria com os principais implementadores do setor. E para os clientes, a montadora vai oferecer condições comerciais especiais a todos que manifestarem intenção de compra na feira. Com um vasto portfólio em que predominam a tecnologia de ponta e a flexibilidade, não faltam opções para fechar negócio.

Líder de vendas em caminhões para aplicação como betoneira há três anos, a MAN Latin America disponibiliza também ferramentas para maior eficiência na operação, como contratos de manutenção competitivos e estudos de custo operacional, o chamado TCO, específico para cada cliente.

O portfólio completo para o setor é um atrativo a parte, sobretudo com tecnologias exclusivas como a opção de transmissão automática na qual a MAN Latin America é pioneira neste mercado de caminhões para concreteiras.

Preparados para betoneiras, os caminhões Constellation 26.280 e 31.280 são configurados para entregar o melhor desempenho à operação. Há também modelos para as atividades de apoio: tanto com cabine Worker como Constellation, modelos de 13, 15 e 17 toneladas são ideais como autobomba para lança de concreto. Já os Constellation 31.330 e 31.390 atuam como bomba-lança em construções de grande porte.

As opções também contemplam cavalos-mecânicos para demandas de cargas maiores. O Constellation 25.420, atrelado a uma carreta de três eixos, transporta areia para essas concreteiras. Já o MAN TGX 29.480 se acopla a um rodotrem para carregar silos de cimento. A flexibilidade da montadora é outra vantagem com veículos desde trações 4x2 a 8x4, podendo chegar inclusive ao 10x4 como bomba-lança de concreto ou guindaste

Honda recebe inscrições para Programa de Estágio 2018

Jovens universitários que buscam iniciar a vivência profissional em uma grande multinacional já estão diante da oportunidade de desenvolver uma carreira de sucesso. Estão abertas as inscrições para o Programa de Estágio Honda 2018, que irá oferecer 20 vagas de estágio para as unidades da empresa na cidade de São Paulo, Sumaré e Indaiatuba (SP).


Podem se candidatar às vagas, estudantes universitários do penúltimo ou último ano dos cursos de Administração, Publicidade e Propaganda, Marketing, Engenharias (Controle e Automação, Mecânica, Mecatrônica, Elétrica, Eletrônica, Produção, Aeroespacial, Sistemas e Automobilística), Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Sistemas de Informação e Análise e desenvolvimento de Sistemas, todos com domínio da língua inglesa.



Além da participação de projetos e atividades da área, os estudantes selecionados passarão por uma grade específica de treinamentos e terão que desenvolver um projeto de melhoria na área atuante. Durante todo o processo, os estudantes serão acompanhados por gestores da área de Recursos Humanos.



As inscrições para o processo seletivo contam com o suporte da Cia de Talentos e podem ser feitas pelo site www.honda.com.br/jovenstalentos. A página traz todos os detalhes sobre o programa. Os interessados devem se candidatar até o dia 18 de setembro. Os aprovados iniciarão as atividades 8 de janeiro de 2018.

Fiat Chrysler participa de eventos rurais com sucesso

Com três de suas marcas, a FCA – Fiat Chrysler Automóveis finca o pé no território dos principais acontecimentos do segmento rural nos próximos dias. Começando pela tradicionalíssima Festa do Peão de Barretos, cuja 62ª edição vai até o próximo domingo, dia 27, reunindo o maior rodeio da América Latina e uma maratona com mais de 100 shows.

A marca Ram é a principal representante do grupo no evento no interior paulista, com várias ações. A principal dela é a pré-estreia do modelo 2018 da Ram 2500 Laramie, que só chegará ao mercado no último trimestre. Maior e mais forte picape do mercado nacional, ela recebeu uma grade inédita no Brasil, que destaca o logotipo RAM. 

Por dentro, a novidade é o sistema multimídia Uconnect 8,4”, que foi atualizado para se conectar ao Android Auto e Apple Car Play.

A Fiat, por sua vez, mostra a Toro, a picape mais vendida do Brasil neste ano e vencedora de mais de 20 prêmios desde seu lançamento, no ano passado, graças à inovação tanto de proposta quanto de design, entre outras características. A versão escolhida para brilhar em Barretos foi a Volcano. Topo de linha, ela é impulsionada pelo motor turbodiesel 2.0 combinado ao câmbio automático de nove marchas com aletas no volante e à tração 4x4.

O outro grande evento com a presença da FCA é a Expointer, que terá sua 40ª edição realizada do próximo dia 27 até 3 de setembro em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre. E lá, a Jeep também estará marcando presença, ao lado da Fiat e da Ram – que, assim como em Barretos, levará a Ram 2500 2018, inclusive com uma unidade no estande da Case IH, com decoração alusiva aos 175 anos da marca de veículos agrícolas.

O destaque da marca líder em SUVs será o Compass que tem na conectividade com Android Auto e Apple Car Play uma de suas novidades. Além disso, a Jeep exibirá outros modelos, como o Renegade e o Wrangler, e também oferecerá a Jeep Trail. Nessa pista de obstáculos será possível experimentar a capacidade de enfrentar desafios do Renegade Trailhawk e do Compass Limited Diesel – versão que estreia na linha 2018.


O estande da Fiat também reservará atrações como o recém-lançado Argo, representado pela versão de topo, HGT 1.8 automático. Os visitantes poderão entrar nele, colocar um óculos de realidade virtual e sentir como trabalha o controle eletrônico de estabilidade (ESC), uma das tecnologias do hatch. Mais pontos altos da Fiat serão o modelo 2018 da Strada e a Toro Black Jack, versão com visual exclusivo que já esteve nos últimos salões de São Paulo e Buenos Aires e será lançada neste semestre.

Complexo Industrial da Nissan, em Resende, recebe Prêmio Proteção Brasil de Segurança do Trabalho

Uma vez mais a Nissan foi reconhecida por suas ações bem-sucedidas, realizadas no Complexo Industrial de Resende, para proporcionar um ambiente seguro a seus funcionários durante a operação. 

A fabricante conquistou o primeiro lugar nacional do Prêmio Proteção Brasil de Saúde e Segurança do Trabalho. A premiação é organizada anualmente pela revista "Proteção", desde 2005. 

A Nissan conquistou o título na categoria Segurança de Máquinas e Equipamentos. A ação premiada, que já havia garantido o ouro na Região Sudeste, foi a adequação à NR-12* na área de uma das prensas da estamparia. Outra prática realizada na fábrica da Nissan, o programa "Não Caia Nessa" ficou com a prata da Região Sudeste na categoria Trabalho em Altura.

A Gestão de Segurança em Máquinas – proteção e prevenção de lesões e de danos à saúde dos trabalhadores gerados por máquinas e equipamentos – sempre foi prioridade na Nissan. Com a instalação de novos processos no Complexo Industrial de Resende, a companhia identificou a necessidade de uma nova adequação em sua maior máquina – a prensa da estamparia, importada do Japão. O plano de adequação foi batizado de "Mantendo Viva a NR-12", e o grande desafio foi garantir a atualização sem impactar a produção e a qualidade dos veículos fabricados no país.

Já na categoria Trabalho em Altura, o programa "Não Caia Nessa" mostrou que conhecimento e capacitação são pontos chaves para a prevenção de acidentes. Para a Nissan, toda atividade realizada a partir de 1,5 metros se enquadra como trabalho em altura. Atualmente, mais de 420 funcionários do Complexo Industrial estão aptos a tais atividades, graças ao programa.

A fábrica da Nissan em Resende tem a menor taxa de frequência de acidentes de trabalho em todas as unidades fabris da companhia no continente americano.


*NR-12 é uma norma regulamentadora que define referências, princípios e medidas de proteção aos trabalhadores que operam perto de máquinas.


O prêmio "Proteção Brasil de Saúde e Segurança do Trabalho" é considerado a mais importante distinção concedida ao trabalho desenvolvido dentro das empresas em favor da saúde e da segurança do trabalhador. Desde 2005 ele reconhece empresas de todas as regiões brasileiras e profissionais que se destacam pela sua ação voltada à qualidade de vida dentro dos locais de trabalho.

Fórmula 1: jogos de pneus selecionados por piloto para o GP da Itália

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) informou à Pirelli as escolhas de pneus de cada equipe para o Grande Prêmio da Itália, que será realizado no Circuito de Monza, entre os dias 1 e 3 de setembro de 2017.




JTP aposta nos ônibus Volkswagen para o transporte escolar em Barueri

Os primeiros 35 novos Volksbus 9.160 OD acabam de chegar à frota da JTP com a missão de transportar estudantes de Barueri, na Grande São Paulo, no percurso de ida e volta da escola. André Ferreiro, gerente administrativo da empresa, conta que a confiabilidade da marca e o atendimento foram as razões da escolha dos ônibus Volkswagen.

“Trata-se de uma operação bastante específica, de grande responsabilidade. E o fato do time de vendas mostrar-se próximo e extremamente ágil contou muitos pontos na nossa decisão de compra, vi que podia formar de fato uma parceria”, destaca Ferreiro.

Para ratificar esse trabalho, a MAN Latin America organizou, em conjunto com a concessionária Dibracam, um programa de treinamento aos operadores da JTP.

“Entendemos o transporte de passageiros como uma solução completa, que envolve produto de qualidade, agilidade na negociação, treinamento para a operação e principalmente suporte de pós-vendas. 

Mas tudo isso só é possível com o envolvimento das diversas áreas da nossa empresa, e cada vez mais trabalhamos em conjunto com a rede de concessionários. Ressaltamos também mais uma vez a parceria do Banco Volkswagen em viabilizar uma linha de crédito via Finame para esse cliente”, afirma Jorge Carrer, gerente executivo de Vendas de Ônibus.

Os microônibus Volkbsbus 9.160 OD contam com motor Cummins ISF de 3,8 litros e caixa de transmissão ZF 5S 420 de cinco marchas, somada a itens que acentuam o conforto do condutor e passageiros, como o acionamento a cabo e a embreagem servo-assistida, que proporcionam maior precisão nos engates e menor esforço ao motorista.


Também criado para atender às necessidades de um veículo ágil e econômico, o Volksbus 9.160 OD tem apelo marcante à acessibilidade, principalmente em vias urbanas de difícil circulação.


BMW Motorsport apresenta o novo M5

A BMW Motorsport apresenta o novo BMW M5, que combina com perfeição o luxo de um sedã de quatro portas com a esportividade das pistas. 

Construído com peças em fibra de carbono e alumínio, o modelo traz propulsor M TwinPower Turbo 4.4 litros V8 biturbo de 600 cavalos entre 5.600 e 6.700 rpm, e torque de 76,47 kgfm disponível já a partir de 1.800 rpm até 5.600 rpm. 

Ao lado da transmissão automática M Steptronic de oito velocidades, o conjunto leva o sedã de alta performance de 0 a 100 km/h em apenas 3,4 segundos e à velocidade máxima (limitada eletronicamente) de 250 km/h - 305 km/h com o pacote opcional M Driver. 

Adotada pela primeira vez no modelo, a tração integral xDrive traz uma dinâmica de condução mais aprimorada e maior praticidade no dia a dia, em todas condições de uso. Há diferentes modos de condução, como Comfort, Sport e Sport Plus. Na cabine, dois botões vermelhos no volante (M1 e M2) podem ser usados para armazenar as preferências do motorista em relação a motor, transmissão, suspensão e Head-Up-Display. O modelo começa a ser vendido ano que vem na Europa e terá uma edição especial de lançamento limitada a 400 unidades.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Wagner Gonzalez em Conversa de pista



Wagner Gonzalez
SPTuris anuncia hoje mais reformas para Interlagos


Teme-se interdição da pista em 2018

Fórmula 1 no centro da questão




Interlagos, um terreno sempre verde para infinitas reformas (Duda Bairros)
Política e boa administração jamais foram atividades tão antagônicas quanto na atualidade da administração pública, seja ela nacional, estadual ou municipal. Para satisfazer egos e gerar vantagens indevidas trata-se o cidadão e o destino dos impostos com respeito nulo e locupletação ampla, geral e irrestrita. Na manhã desta terça-feira um novo exemplo será consumado: o responsável pela SPTuris, David Barioni Neto, convidou entidades e locatários para um encontro onde "serão tratados os assuntos relativos ao Autódromo José Carlos Pace". 

Como se não bastasse a insegurança logística e sanitária com que clubes e federações convivem para realizar eventos esportivos em uma praça construída para tal, nos últimos dias surgiram boatos que Barioni Neto vai anunciar mais reformas e uma possível interdição da pista por todo o ano de 2018. Para tal reunião não foram convocados promotores de shows, eventos religiosos e similares. Nem mesmo vereadores paulistanos que representam a região ou defendem os interesses do esporte a motor estão a par da pauta da reunião.

Vista aérea da construção de Interlagos, em 1940 (Arquivo Marcric)
Inaugurado na década de 1940, Interlagos sobreviveu sem maiores problemas por cerca de meio-século: em 1991 uma reforma dilacerou um dos traçados mais interessantes e desafiadores em todo mundo. Sem preocupações básicas como preservar um bem público criou-se um mecanismo para empurrar novas reformas anuais e drenar o erário municipal, sem deixar de lado os prejuízos causados ao mercado de trabalho de quem vive do esporte a motor. Arquibancadas temporárias, construções que não atendem às necessidades básicas de quem usa o local na maior parte do ano e obras de concepção e qualidade extremamente discutíveis tornaram-se o padrão de resultados de tais intervenções justificadas como exigência da Fórmula 1.

Desta vez tudo indica que a planta aprovada para consumir mais outros tantos milhões de reais será a construção de uma curva em formato de “S” onde hoje existe a chicane do Café. O projeto desenvolvido com a colaboração da Associação de Brasileira de Pilotos de Automobilismo (ABPA), caso aprovado, deverá exigir grande movimentação de terraplanagem na área, porém nada que tecnicamente justifique a interdição do autódromo por cerca de uma temporada.

Obra de construção do edifício que substituiu a torre de controle(Pessoal)
Nos últimos dias iniciou-se a derrubada dos boxes atuais para erguer um novo edifício com pé direito aumentado em 40 centímetros, alteração que configura um gasto extremamente alto para uma suposta adequação das instalações para… a Fórmula 1. A autoridade dos promotores do Grande Prêmio do Brasil sobre o circuito paulistano é tamanha que até mesmo arquibancadas construídas com dinheiro público são mantidas parcial ou totalmente fechadas para atender suas necessidades. Ao usar o termo “necessidades” é impossível não lembrar do odor gerado pelo esgoto que corre quase a céu aberto no pátio da antiga curva do Sargento, praça hoje transformada em box alternativo.

No apagar das luzes da administração de Fernando Haddad a SPTuris aumentou o preço de aluguel do autódromo em cerca de 300% e em janeiro de 2017, com João Dória Jr. "acelerando" sua trajetória política, alterou as bases de locação para uso da pista. Em fevereiro a Federação de Automobilismo de São Paulo (Fasp) foi obrigada a depositar 10% do valor equivalente ao aluguel da pista para realizar seu calendário, sem ter qualquer garantia que as datas seriam respeitadas e que os serviços alocados seriam entregues. Até então esse valor era pago com 15 dias de antecedência de cada prova e o saldo completado no início do período de locação.

É fato que o calendário de 2017 teve datas canceladas e alteradas e em várias ocasiões os boxes não puderam ser utilizados, gerando custo extra aos promotores dos eventos, o que gera a mesma insegurança que empreendedores e investidores sentem quando consideram investir no País. Nem por isso a SPTuris propôs ou ofereceu qualquer tipo de devolução de valores pagos ou compensação, apesar da energia elétrica ser cobrada a preços que vairam mais de 100% sem explicação, os banheiros não tem iluminação ou água quente, o ar condicionado não funciona porque ninguém sabe onde está o controle remoto de cada aparelho e o público que vai às arquibancadas nem sempre tem acesso aos sanitários.

Não são poucos os que enxergam no comportamento atual da SPTuris uma combinação malévola e perniciosa para gastar fortunas com obras inadequadas e discutíveis. Algo como a necessidade de criar uma situação que caracterize Interlagos como um parque municipal que só gera prejuízos e a manutenção de um sistema que facilita a prática de corrupção e caixa dois. Em outras palavras, egos e lucros a tratar o cidadão e o destino dos impostos com respeito nulo e locupletação ampla, geral e irrestrita.

JEEP RENEGADE 2018 REFORÇA VARIEDADE, ESTILO E ITENS DE SÉRIE

Com mais de 110 mil unidades vendidas no Brasil desde o lançamento em 2015, o Jeep Renegade 2018 começa a chegar às concessionárias com uma série de novidades que realçaram o design inconfundível do SUV mais autêntico de seu segmento e deixaram a gama ainda mais diversificada.



A versão Limited Diesel estreia para ficar logo abaixo do Trailhawk e dar mais sofisticação à linha com tração 4x4 Jeep Active Drive Low e câmbio automático de nove marchas. Também inédita é a série especial Night Eagle. Baseada na Longitude, ela está disponível tanto com o motor 1.8 Evo Flex quanto com o 2.0 MultiJet II Turbodiesel. Seu diferencial é o visual escurecido, dando continuidade a uma tradição da Jeep ao redor do mundo nos últimos anos.

Todos os detalhes normalmente cromados ou prateados foram pintados de preto (fosco ou brilhante), como as rodas de liga leve de 18 polegadas, as molduras dos faróis de neblina, os contornos das sete entradas de ar na grade dianteira e todos os logotipos. O teto também sempre é pintado de preto e, por dentro, o acabamento segue o mesmo tema “all black”. O preto brilhante foi aplicado nos raios do volante e nas molduras dos alto-falantes, saídas de ar, coifa do câmbio e porta-copos central.

Além disso, a versão de entrada 1.8 Flex, de câmbio manual de cinco marchas, passa a se chamar Custom 1.8 Flex. A mesma nomenclatura é aplicada à opção inicial com o motor 2.0, que agora é a Custom Diesel, por R$ 7 mil a menos que o valor cobrado antes pela Sport Diesel (as outras configurações 2.0 4x4 também tiveram significativas reduções). Em ambos os casos, a grade tem acabamento preto, assim como as rodas de aro 16”.

Fazendo jus ao nome, essas configurações Custom são as que contam com mais possibilidades de serem personalizadas ainda na fábrica, por meio dos pacotes da nova linha Jeep Authentic Accessories  

Assim como já havia acontecido no ano modelo anterior, o Renegade 2018 recebeu novos itens de série. As versões Sport Flex, que tinham rodas de liga leve de 16 polegadas, ganharam rodas de aro 17” e pneus 215/60, combinação que antes equipava as configurações Longitude. Estas, por consequência, passam a sair de fábrica as rodas de 18 polegadas que eram oferecidas como opcionais, pareadas a pneus 225/55. E no caso do Longitude Flex, agora os bancos de couro são de série, como já acontecia com o Diesel. Há ainda novas cores para a carroceria: a sólida Verde Recon, que se destacou na série especial 75 Anos, as metálicas Azul Pacífico e Marrom Horizonte e a perolizada Branco Polar.

Por falar em tonalidades, outras mudanças foram feitas em algumas versões. Na Limited, o acabamento preto brilhante foi aplicado nas molduras das saídas de ar do painel, dos alto-falantes e do porta-copos no console central. Enquanto isso, o Renegade Trailhawk passou a ter todos os emblemas com fundo cinza, substituindo o vermelho, e o adesivo do capô (que reduz reflexos do sol no campo de visão do motorista em trilhas) agora exibe traços da geografia do Parque Nacional do Jalapão, em Tocantins.

A linha 2018 do Renegade também marca a estreia da linha Jeep Authentic Accessories, que chega para ampliar as chances de o cliente imprimir um toque mais pessoal ao SUV. São pacotes de acessórios, instalados na fábrica, a preços competitivos e voltados a diferentes perfis.

Alguns kits que já estavam disponíveis dentro do programa Custom Shop Mopar continuam a ser oferecidos, como Landscape, Protection e Audio. Mas a melhor notícia é que foram criados quatro novos pacotes exclusivos para as versões Custom (os três primeiros a partir de setembro):

Bike - formado por barras transversais, suporte para bicicleta e adesivos decorativos com o tema mountain bike, é focado em quem tem o ciclismo como estilo de vida;

Traveler - esse kit composto por estribos laterais, barras transversais e bagageiro de teto foi pensando em quem viaja médias e longas distâncias com frequência;

Protection Plus - formado por frisos laterais, protetores de soleiras e adesivo no capô, o pack traz mais robustez, além do visual diferenciado;

Liberty - aqui, o objetivo é sofisticar o Renegade, com central multimídia Mopar, rodas aro 17” do Trailhawk, revestimento especial dos bancos, emblemas pintados de cinza e, na versão Flex, barras longitudinais de teto.

A linha 2018 do Jeep Renegade tem os seguintes preços sugeridos:

Custom 1.8 MT5 – R$ 74.490
Custom 1.8 AT6* – R$ 69.990
Sport 1.8 MT5 – R$ 82.990
Sport 1.8 AT6 – R$ 89.990
Longitude 1.8 AT6 – R$ 94.990
Night Eagle 1.8 AT6 – R$ 96.490
Limited 1.8 AT6 – R$ 99.990
Custom 2.0 AT9 4x4 – R$ 108.990
Longitude 2.0 AT9 4x4 – R$ 118.690
Night Eagle 2.0 AT9 4x4 – R$ 120.190
Limited 2.0 AT9 4x4 – R$ 124.990
Trailhawk 2.0 AT9 4x4 – R$ 129.990

HOJE: ESPAÇO MOTOCICLISMO NO ANHEMBÍ


Escavadeiras SDLG recebem motores Cummins

A Cummins Brasil celebra junto com a Volvo Construction Equipment Latin America, fabricante das máquinas SDLG, o fornecimento de quatro novas aplicações para o mercado de construção. As escavadeiras SDLG de 15, 21, 22 e 25 toneladas passam a ser equipadas com as motorizações eletrônicas QSB 4.5 e 6.7, montadas na cidade de Pederneiras, interior de São Paulo.

O processo de integração, motorização e máquina, contou com trabalho conjunto entre as equipes técnicas da Cummins, Volvo e SDLG, com engenharias do Brasil, China e Coreia do Sul. Desde maio deste ano, a escavadeira SDLG de 15 toneladas recebe o QSB 4.5 de 99 hp a 2.000 rpm, enquanto o motor QSB 6.7 equipa as escavadeiras SDLG de 21, de 22 e de 25 toneladas, com potências de 155 hp a 2.000 rpm e 178 hp a 2.000 rpm.

“Ao substituir os motores das escavadeiras SDLG por Cummins, a Volvo demonstra confiança em nossa marca e recebe, não só a alta performance de nossos equipamentos, como também a tecnologia embarcada, o atendimento das emissões vigentes e excelência em nosso suporte técnico”, afirma Antonio Almeida, gerente de Vendas Off-highway da Cummins para América Latina.

Em continuidade ao atendimento junto ao cliente, a Cummins inicia o processo de capacitação de rede de distribuidores que suporta as máquinas SDLG em todo o território nacional. Até o final do ano, 100% da rede SDLG será certificada. O curso de capacitação tem duração de duas semanas e conta, em sua parte prática, com a interação total do equipamento.

“A capacitação dos técnicos de pós-vendas da SDLG para manutenção e serviços completo ampliará os pontos de atendimento aos usuários que também podem contar com a rede Cummins”, diz Stephanie Dovale, consultora de Vendas em Aftermarket da Cummins para America Latina. Não é de hoje que a parceria entre Cummins e Volvo rende bons negócios. Desde 2012, o motor que equipa o compactador Volvo modelo SD105 é o Cummins QSB 4.5 de 132 hp.

Chevrolet mostra tecnologia inovadora da S10 na Fenasucro

Uma tecnologia inovadora que chega à picape S10 e ao SUV Trailblazer será o grande destaque da Chevrolet na Fenasucro, o maior evento mundial em tecnologia e intercâmbio comercial para usinas e profissionais do setor sucroenergético, que acontece no Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho, São Paulo, entre os dias 22 a 25 de agosto.

Exclusiva dos modelos a diesel com transmissão automática da S10 e do Trailblazer, o sistema CPA (Centrifugal Pendulum Absorber) ajuda a reduzir os níveis de ruído e de vibração a patamares similares aos de automóveis de luxo. Outra atração da marca na feira é a inédita versão automática da S10 Flex.

Patrocinadora oficial da Fenasucro, a Chevrolet vem se destacando no campo, principalmente no agronegócio, atendendo as principais reivindicações de quem precisa de uma picape robusta, versátil, confortável e com muita tecnologia.

A linha 2018 da S10 é a principal atração no estande da Chevrolet, que aproveita a exposição para apresentar os dois novos modelos: a S10 diesel equipada com uma tecnologia revolucionária e a inédita versão Flex automática.Além do CPA, a S10 diesel ganhou nova calibragem do motor 2.8 turbo (200 cv de potência e 51 kgfm de força) e da transmissão de seis marchas, além da adoção de um sistema de gerenciamento elétrico mais moderno.

Com as evoluções mecânicas promovidas a picape é capaz de rodar na versão 4x2 média de 10,8 km/l em perímetro rodoviário e de 8,8 km/l em perímetro urbano, de acordo com dados do Inmetro. Com isso, a autonomia máxima da picape subiria para 864 km, o que equivale a economia de um tanque de combustível (80 litros) a cada 8.000 quilômetros, aproximadamente.

A velocidade máxima é de 180 km/h, enquanto a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,3 segundos, ou 0,6s mais rápido que o modelo anterior. A S10 também é a maior do segmento, com até 5,40 metros de comprimento. Já a capacidade de carga é de aproximadamente 1,1 tonelada.

Já a S10 Flex Automática é uma picape robusta de elevada potência (206 cv) com alto nível de conforto e, o mais surpreendente, com consumo de combustível similar ao da versão manual. Tanto que a S10 Flex automática chega sendo a mais econômica da categoria e classificada com nota máxima em eficiência energética pelo Inmetro.

A nova configuração 4x2 da picape Chevrolet é capaz de rodar com gasolina 9,4 km/l na estrada e 7,9 km/l na cidade. Com etanol os resultados são 6,4 km/l e 5,3 km/l, respectivamente. Isso representa uma vantagem de até 1,3 km/l em relação ao principal rival. Acelera de 0 a 100 km/h em um tempo realmente surpreendente para um veículo do seu porte: 9,5 segundos.

Outro destaque no estande é o Chevrolet Trailblazer, SUV de luxo com capacidade para até sete ocupantes que passou recentemente por evoluções na parte mecânica.

A versão 2.8 Turbo Diesel passa a vir equipada com uma tecnologia inovadora presente no sistema de propulsão. É o CPA (Centrifugal Pendulum Absorber), que ajuda a reduzir os níveis de ruído e de vibração do SUV.

O público da Fenasucro poderá conhecer todas as novidades da S10 e do Trailblazer em uma exclusiva pista off-road. Lá, os clientes poderão conferir as evoluções mecânicas e estruturais, como os novos conjuntos de suspensão e de freios, os novos sistemas de controle de vibrações e de ruídos. Poderão testar ainda o conforto da direção elétrica inteligente e toda a potência dos motores 2.8 TurboDiesel (200 cv) e 2.5 Flex (206 cv).

Outros destaques são os controles eletrônicos de tração (TC) e de estabilidade (EPS) e os assistentes de partida em rampas (HSA) e o de descida (HDC). Enquanto o assistente de partida em rampas não permite que o veículo recue em saídas íngremes; o assistente de descida controla a velocidade em descidas íngremes sem a necessidade de intervenção do motorista, proporcionando maior controle do veículo.

A Nova S10 conta com treze variações de configurações. São quatro versões de acabamento (LS, LT, LTZ e High Country), três opções de cabine (simples, dupla e chassis cab), duas de motorização (2.8 TurboDiesel e 2.5 SIDI Flex), dois tipos de transmissão (manual e automática, ambas de seis velocidades), além de dois tipos de tração (4x2 e 4x4 com reduzida).

O Chevrolet S10 e o SUV Trailblazer se destacam ainda pela sofisticação e pelos itens de segurança e sistemas de conectividade total, como o multimídia MyLink (compatível com Android Auto e Apple CarPlay) e o OnStar, que oferece serviços de emergência, segurança, navegação, concierge e diagnóstico avançado ao toque de um botão no veículo ou por meio de aplicativo para smartphone.


Serviço
Evento: Feira Internacional Sucroenergética - Fanasucro
Data: 22 a 25 de agosto de 2017
Horário da feira: das 13h às 20h
Horário das palestras: das 8h às 18h
Local: Centro de Eventos Zanini – Sertãozinho – São Paulo

Ainda mais esportivo e versátil: chega a segunda geração do Audi Q5

A Audi apresenta mais um modelo de sucesso: as vendas da segunda geração do Q5 começaram no início deste mês no país. O SUV combina a esportividade dos sedãs da marca com versatilidade e um interior altamente flexível. Seja em termos de conectividade, eficiência ou sistemas de assistência ao motorista, o novo Q5 mais uma vez estabelece os padrões do segmento.

O novo SUV da Audi leva para as ruas um perfil mais esportivo. A ampla grade Singleframe com sólida moldura domina a dianteira aerodinamicamente plana. O modelo está disponível com faróis Full LED com luzes de setas dinâmicas.

Com 4,66 metros de comprimento, 1,89 m de largura, 1,66 m de altura e distância entre-eixos de 2,82 m, o novo Q5 cresceu em relação à geração anterior. Apesar disso, o peso em ordem de marcha foi reduzido em aproximadamente 50 kg. Uma mistura inteligente de aços de alta resistência e alumínio forma a carroceria.

O interior oferece bastante espaço para cinco ocupantes, e ultrapassa os seus competidores em dimensões essenciais. Suas linhas horizontais destacam a impressão de largura e conforto, e uma tira tridimensional atravessa toda a largura do painel de instrumentos. Um novo conceito de linha de equipamentos oferece aos clientes uma vasta seleção de cores e materiais.

A operação do novo Q5 é intuitiva, marcada por três novidades. O Audi virtual cockpit, de série nas versões Ambiente e Ambition, apresenta gráficos brilhantes em sua tela de alta resolução com 12,3 polegadas. O motorista pode escolher dois pontos de vista – uma versão clássica com grandes indicadores circulares ou uma versão progressiva na qual o mapa de navegação ou listas sejam predominantes.

O terminal MMI no console central atua como principal elemento de controle. Além dos sistemas de entretenimento e informação, o MMI plus com navegação tem tela de 8,3 polegadas e botão rotativo com touchpad integrado, que reconhece letras escritas à mão , bem como gestos familiares para consumidores familiarizados com eletrônicos, como o gesto para dar zoom.

A lógica de operação do sistema MMI é baseada na hierarquia linear usada nos smartphones atualmente, oferecendo características como busca inteligente de texto. A nova função de controle de voz também reconhece aspectos usados na linguagem coloquial. Como terceiro nível operacional está o volante multifuncional. Para se conectar à internet, o usuário deve inserir um cartão SIM de qualquer operadora no sistema MMI. Recursos como o Google Street View, por exemplo, pode ser visualizado em todas as perspectivas, além de importar os resultados de buscas para o veículo.

Com seus sistemas de assistência ao motorista, o novo Q5 também se mantém no topo de seu segmento com uma ampla variedade de recursos de alta tecnologia. Em termos de inteligência, os sistemas representam um passo adiante em termos de condução autônoma, como o traffic jam assist – disponível no pacote opcional Assistance Tour – que assume a direção em trânsito congestionado com velocidades de até 65 km/h.

Já o Active lane assist ajuda a manter o carro em sua faixa. Alertas avisam o motorista quando a distância para outro veículo ultrapassa os limites para que a troca de faixa seja feita com segurança. Há ainda Assistente de Tráfego Reverso, side assist, exit warning assist e pre sense traseiro disponíveis no pacote Audi Side Assist.

Em todas as versões, o novo Q5 é equipado com o potente e eficiente motor 2.0 TFSI a gasolina com 1.984 cm3 de cilindrada. Seus principais refinamentos técnicos são o coletor de exaustão integrado ao cabeçote, o modelo de gerenciamento térmico com válvula rotativa, o Audi Valvelift System (AVS – sistema de levantamento de válvulas), a válvula de alívio (wastegate) elétrica do turbocompressor e a dupla injeção de combustível. Sob carga parcial, a injeção indireta no coletor de admissão suplementa a injeção direta FSI.

O propulsor desenvolve 252 cv de potência e 370 Nm de torque, disponíveis entre 1.600 e 4.500 rpm. Em termos de desempenho, o SUV chega aos 100 km/h em 6,3 segundos e sua velocidade máxima é de 237 km/h.

As três versões contam com transmissão S tronic de sete velocidades, com dupla embreagem e trocas de marchas quase instantâneas. O motorista pode fazer as mudanças por meio da alavanca ou de shift paddles atrás do volante. Para maior economia de combustível, o câmbio oferece uma função roda-livre, além de o modelo também contar com o sistema Start-Stop 2.0.

Há ainda o sistema de tração integral permanente quattro com tecnologia ultra, que distribui a força para as quatro rodas conforme a necessidade. O sistema desengata o eixo traseiro quando não é necessário e o reativa automaticamente quando exigido. Esse novo conceito aumenta a eficiência sem reduzir a dinâmica do veículo, mantendo a mesma aderência, controle, estabilidade e segurança.
  
Desde a versão de entrada Attraction, o novo Q5 traz uma extensa lista de equipamentos de série. Entre os destaques estão sistema Audi drive select, ar-condicionado automático, bancos dianteiros com ajuste lombar, computador de bordo com display colorido, controle de cruzeiro com limitador de velocidade, sensor de luz e chuva, volante multifuncional, sistema de monitoramento dos pneus, faróis com ajuste automático de altura, auto hold, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, câmera de ré, Audi smartphone Interface, Audi connect e sistema de navegação.

A versão Ambiente acrescenta a esse pacote ar-condicionado de três zonas, bancos dianteiros esportivos e com memória para o do motorista, Audi virtual cockpit, teto solar panorâmico Open Sky, porta-malas com abertura e fechamento elétricos e sistema hands free, assistente de estacionamento Parking assist e ignição por botão Keyless Entry.

Já a Ambition traz ainda pacote de luzes internas customizáveis, faróis Full LED, lanternas de LED com indicação dinâmica, assistente de farol alto, frisos decorativos e longarina de teto pretos. Os opcionais, disponíveis apenas para a versão de topo, são compostos pelos pacotes Audi Side Assist, com exit warning, assistente de Tráfego Reverso e Pre sense traseiro e Assistance Tour, com controle de cruzeiro adaptativo, active lane assist e traffic jam assist.

O SUV é equipado com rodas de 18” na versão Attraction, 19” na Ambiente e 20” na Ambition. As vendas do modelo, fabricado na nova planta da marca no México, começaram no início deste mês. Os preços são R$ 244.990 na versão Attraction, R$ 274.990 na Ambiente e R$ 292.990 na Ambition.